Uma História de Verão – Pam Gonçalves

Uma História de Verão de Pam Gonçalves é um lançamento de 2017 da editora Galera Record.

Sobre o Livro

Analu está esperando, junto com os amigos, o resultado do vestibular e o passaporte para mudar sua vida e se afastar da família. Diferente do que eles esperam, e do rumo que seu irmão de ouro vai tomar, ela prestou a prova para Cinema e não Direito, tornando a revelação da situação algo ainda mais complicado.

É seu último verão junto com as pessoas que mais ama, e daquelas que não sabe se vai conseguir esquecer, uma última despedida dos lugares que marcaram sua juventude e dos amores que quebraram seu coração.

“Por que estou tão insegura de seguir o que quero? Eu optei por ser feliz e isto deveria bastar.”

Enquanto lida com os problemas de sua família disfuncional, Murilo retorna a cena e a garota terá de decidir se vai se abrir novamente, tão perto de deixar tudo para trás. Um último verão na Praia do Rosa, uma última chance de criar novas memórias e dizer adeus a velhos fantasmas.


Minha Opinião

Pam Gonçalves escreve seu segundo romance solo em um lugar que faz parte da sua vida e de centenas de outros jovens, em uma situação que também marca a vida de muita gente e, certamente marcou a minha, mesmo que em um momento diferente. Provavelmente, se eu não tivesse essa conexão teria uma opinião diferente da história, mas felizmente parte do sentimento que temos enquanto leitor diz respeito as nossas experiências.

Analu está ansiosa pra ir embora e construir uma nova vida em uma nova cidade longe de tudo o que conhece. O porto seguro do lar e o apoio dos amigos vão ficar pra trás, mas é exatamente isso que ela quer. Em 2012, após ter me formado, sai da minha cidade do interior e resolvi trilhar o meu caminho sozinha longe de tudo o que eu conhecia, e hoje tenho certeza que foi uma ótima decisão. Porém, lendo essa história, me vi retornando a uma época, poucos meses após essa decisão, onde tudo era insegurança e saudade.

Foi uma viagem à terra das lembranças, do que eu senti e de como tudo parecia, ao mesmo tempo, incrível e amedrontador. Entretanto, esse sentimento é a única coisa que eu compartilho com a personagem, que precisa lidar com coisas pessoais que vão além da simples escolha de onde estudar e morar.

“O problema é que mesmo quando é muito bem colado, fica a cicatriz. A rachadura sempre vai ficar visível. E então vai voltar a se quebrar de novo, é só uma questão de tempo.”

Uma História de Verão é um livro sobre se encontrar para seguir em frente. Desfraldar os medos, resolver os mal entendidos e se abrir para uma nova vida. Com um tom jovem, em um clima acalorado, vemos o desenrolar enviesado de uma história de amor que tem tudo para ser clichê, e até é, mas que acontece de forma inversa e volta novamente ao normal, nos colocando na posição de julgar e se por no lugar e se perguntar o que estaríamos fazendo se fôssemos a personagem.

Há um conflito familiar forte e uma relação bonita de amizade da protagonista e seus dois fieis escudeiros. E, mesmo não tendo lido Boa Noite, sei que uma personagem daquele livro dá uma aparecida aqui pra conectar as narrativas e incitar o desejo já revelado de alguns fãs de conhecer melhor a sua história.

“Algumas vezes a gente não entende as escolhas das outras pessoas. Mas existem coisas na vida que só cabem a elas decidirem.”

O que não posso deixar de mencionar, porém, é que mesmo tendo gostado da trama, percebo o quanto ela é simples e pode realmente precisar desse elo de ligação para funcionar com o leitor. Também senti falta de uma voz mais marcante. Sabe quando você lê uma história e sabe quem escreveu apenas pela identidade forte que o escritor tem ou referencia a escrita porque ela se parece com a de outro autor? Acho que Pam ainda não encontrou totalmente a sua voz na hora de contar suas histórias, trazendo algo mais genérico do que seria bom.

Como já mencionei, eu ainda não li Boa Noite, mas pelo que sei, aquele livro tem uma pegada mais pesada por trabalhar um assunto complicado. Enquanto aqui, apesar das situações de conflito, há uma leveza do momento no que é contado.

Young adults não são a minha primeira escolha de livros, mas quanto pego um para ler gosto que ele trabalhe algo importante ou me marque de alguma forma. Boa Noite me levou a relembrar uma série de sentimentos que já estavam esquecidos pelo tempo em que tudo aconteceu e foi interessante me relacionar um pouco com a personagem e o que ela estava passando. A narrativa é bem fluida e é uma leitura super rápida de se fazer, sendo, como o próprio nome diz, uma boa pedida para ser a sua história de verão ;)

35estrelasb

UMA HISTÓRIA DE VERÃO

Autor: Pam Gonçalves

Editora: Galera Record

Ano de publicação: 2017

É o último verão de Analu perto de casa antes da faculdade. Entre a dificuldade de se entender com seus pais, que queriam que ela cursasse Direito e não Cinema, e as persistentes comparações com seu irmão gêmeo, André Luiz, o grande exemplo de filho que faz tudo para agradar, a garota está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos e só quer aproveitar suas férias com os amigos. O lugar é lindo, o clima está ideal e não faltam lembranças em cada cantinho da praia. Pena que nem todas são boas: a primeira decepção amorosa e grande paixão de Ana Luísa, Murilo, está de volta com o sorriso cafajeste de sempre e novas promessas. De um lado, o futuro em uma nova e incrível cidade, São Paulo; do outro, os amigos, a família e um amor traiçoeiro que ao mesmo tempo machuca e envolve.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.