A Dama Mais Apaixonada é um romance de época da autoras Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway, publicado em 2019 pela editora Arqueiro.

SOBRE O LIVRO

Taran Ferguson é um solteirão escocês dono de um castelo caindo aos pedaços nas terras altas da Escócia. Mesmo nunca tendo se casado e não possuindo nenhum outro bem, ele não quer que seu castelo fique abandonado. Por isso ele precisa que seu sobrinho, o conde Byron de Oakley, se case o mais breve possível e assuma seu patrimônio gerando herdeiros para o castelo de Finovair.

” E naquele momento, algo dentro de Brett mudou. Ele soube – e, por tudo que é mais sagrado, esperava que ela soubesse também – que a vida deles nunca mais seria a mesma.”

página 76.

Pensando no bem estar do sobrinho, Taran decide invadir uma festa nas redondezas e raptar 4 belas damas em época de se casar. Mas de brinde, acabou levando também o duque de Bretton, e agora, em meio a uma forte tempestade com previsão de durar alguns dias, Bretton, Taran, seus dois sobrinhos, Oakley e Rocheforte, uma dama inglesa rica, uma jovem ousada, uma senhorita com a reputação manchada e uma dama sem nome e fortuna. Todos presos no castelo.

É possível que em meio a tanta confusão e frio haverá espaço para o amor?


MINHA OPINIÃO

Assim como no livro anterior, A Dama Mais Desejada, neste livro também temos três histórias em uma única narrativa. E como no outro, continuo acreditando que o enredo funcionaria bem melhor se fosse narrado em forma de contos e não romance. Isso porque não há uma ligação entre eles deixando nítida a mudança de autoras. Porém, a construção desses casais é muito mais encantadora e apaixonante.

Os personagens são todos cativantes e característicos e não há um que não ganhe seu coração. Contudo, Taran Ferguson me fez dar altas risadas com seu jeito patético de ser inconveniente e ao mesmo momento sarcástico e aproveitador de uma maneira bastante divertida. Já em contrapartida, Marila é uma personagem arrogante e mimada, que me fez querer respirar fundo algumas vezes.

De todas as três narrativas, é até meio óbvio constatar que a minha prefira é a da Julia Quinn. O romance previsível de um duque com uma dama sem nome e fortuna é o clichê que a gente mais ama. Mas, a história de Connie Brockway, com uma mocinha bastante determinada, rica e um conde pobre também me agradou muito. Contudo, o romance de Eloisa James acabou ultrapassando um pouco o limite do hot e erótico, e esse pequeno detalhe faz toda a diferença em um romance de época onde a inocência da mocinha é primordial.

” De fato, sua reputação tem um longo alcance. Mas é que ouvimos tanto sobre tantas pessoas que, quando as conhecemos de fato, de repente nos damos conta de que os rumores apenas exageraram o que, na verdade, nem é assim tão extraordinário.”

página 224.

Todo o cenário onde a história se passa é bastante inusitado. As terras altas da Escócia é um lugar novo em romance de época para mim. E nem preciso comentar que um rápto de belas damas solteiras em plena tempestade de neve é bem peculiar. Além disso, tem o pobre do duque de Brett que acabou parando no meio dessa confusão toda quando tudo o que queria era tirar um cochilo na carruagem, mas que de quebra, ganhou uma esposa. Ou seja, um prato cheio para uma leitura divertida que vai deixar aquele quentinho no coração.

Apesar do título remeter a outro livro escrito pelas mesmas autoras, e de a história seguir o mesmo padrão de narrativa, não é necessário a leitura de um para se compreender o outro. Afinal, são enredos completamente diferentes, que não possuem nem mesmo um personagem em comum. Portanto, fique a vontade para ler os livros na ordem em que preferir.

A DAMA MAIS APAIXONADA

Autor: Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway

Tradução: Ana Rodrigues

Editora: Arqueiro

Ano de publicação: 2019

Quando os sobrinhos do proprietário de terras escocês Taran Ferguson se recusam a se casar para dar continuidade à linhagem da família, ele decide cuidar pessoalmente da questão e arranjar uma esposa para pelo menos um dos dois.
Numa noite de festa, Taran invade um castelo e sequestra quatro damas: uma linda e ousada donzela, uma herdeira com uma pequena mancha na reputação, uma bela e rica inglesa e uma jovem sem sobrenome tradicional ou fortuna. Uma delas certamente se apaixonará por um lorde escocês.
Resta saber se, em meio à fúria de um duque sequestrado por engano, um castelo decrépito e uma tempestade violenta que não vai permitir que ninguém vá embora tão cedo, haverá espaço para que um amor floresça.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

[jr_instagram id='3']

Parceiros