Atenção!

Contém cenas fortes de violência sexual. Não recomendado para pessoas sensíveis. Indicação: 18 anos.

Série brasileira, original Netflix, de suspense criminal, Bom dia Verônica é baseada na obra de mesmo nome dos autores Raphael Montes e Ilana Casoy.

Sendo escrivã da delegacia de polícia da cidade de São Paulo, Verônica (Tainá Müller) decide rever dois casos de agressão contra mulheres após ela presenciar uma cena chocante de suicídio.

Mas conforme as investigações tomam seu tempo, o rumo do seu trabalho muda completamente quando ela recebe uma ligação de uma pessoa pedindo ajuda.


Esta série é baseada no livro do autor de terror e suspense Raphael Montes e na criminologista Ilana Casoy. Ambos são peças-chave na construção dessa história muito envolvente, dramática e surpreendente.

Particularmente eu abomino séries com cenas muito fortes de assédio sexual. Nesta série você encontra um pote cheio destas cenas, o que incomoda muita gente, é claro (se não a todos). Porém me permiti assistir até o fim para ver como esta história se constrói em cima da violência sexual. Quando terminei de ver, a série me fez sentir algo que nenhuma outra produção com esta mesma temática conseguiu fazer.

Acompanhamos pessoalmente a trajetória de Verônica e também de Janete (Camila Morgado) a mesma personagem da história que para mim enriqueceu muito a mensagem que esta série quis trazer. Primeiro por que a atuação de Camila como Janete é excepcional e realista. Segundo que o roteiro soube muito bem colocá-la na posição em que ela representava. Evito aqui de falar mais sobre ela para não dar spoilers.

Aonde quero chegar é justamente em dizer que as coisas pelas quais Janete passou, me fez ter os mesmos sentimentos que ela, como angústia, agonia e aprisionamento. E nenhuma outra produção como esta me trouxe esta sensação.

Isso fez me sentir mais informado sobre o que acontece com mulheres aqui no Brasil e no mundo à fora. Me fez também me sensibilizar ainda mais. A série me trouxe uma sensação realmente inexplicável. Ainda mais por ser homem e saber que certas coisas horríveis que podem acontecer com mulheres, muito provável não irão acontecer com homens.

É por isso que considero que esta série me agregou muito por mais que tenha um tema pesado para criar uma ficção realista em cima. De fato o roteiro, a trama e a atuação são impecáveis para mim. Mas acredito que as séries de um modo geral assim como os filmes e livros poderiam utilizar-se menos das cenas de abuso sexual altamente descritivas. Eu realmente não faço ideia o por quê de mantê-las tão claras e evidentes. Isto é algo que me incomoda muito quando quero assistir a alguma série. Chega ao ponto de pessoas mais sensíveis não poderem assistir a estas séries que podem possuir um grande potencial informativo.

Bom Dia, Verônica, na sua primeira temporada, consta com só oito episódios que você consegue maratonar em um dia. Eu duvido que você não vá se interessar logo de cara no primeiro episódio.

BOM DIA VERÔNICA

Diretor: José Henrique Fonseca, Izabel Jaguaribe, Rog de Souza.

Elenco: Tainá Müller, Camila Morgado, Elisa Volpatto.

Ano de lançamento: 2020

Uma policial investiga um predador sexual e acaba descobrindo um casal com um segredo horrível e um esquema de corrupção sinistro.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros