Magi é um anime baseado no mangá escrito pelo mangaká Shinobu Ohtaka teve sua primeira temporada lançada em 2012 e possui até então duas temporadas e um spin-off.

Sobre o Anime

Rukh é uma essência presente em todos os seres vivos no mundo de Magi, e, quando esses seres morrem, o Rukh volta para o “Grande Fluxo de Rukh”, porém se uma pessoa for tomada pela raiva, desespero e tristezas essa essência é corrompida e é desviada do fluxo pelo “Cair da Graça”.

Nesse mundo também existem grandes construções chamadas de dungeons e guardam em seu interior muitos tesouros e armadilhas. E esse também é o lar de um Dijin. Há pessoas que se aventuram por esses dungeons, porém muitos não voltam com vida e aqueles que conseguem sair vivo e ganhar a lealdade do Dijin que ali habita, ganha seus poderes mágicos e passam a carregar o Dijin em um objeto de metal consigo.


É ai que nos é apresentado Aladin, uma criança que carrega uma flauta que possui um Dijin chamado Ugo dentro, esse gênio é um grande amigo de Aladin e está sempre disposto a se sacrificar para salvar a vida dele. Aladin é um Magi, um tipo poderoso de mago, porém o estranho é que só podem existir três Magis por vez, o que faz Aladin ser um quarto. E esse mistério perturba até o próprio Aladin, pois ele não faz a ideia de quem seja. É viajando pelo deserto que seu destino se entrelaça com os de Alibaba, um jovem ambicioso que almeja explorar algumas dungeons e ser muito rico e também com Morgiana uma garota misteriosa. Os três seguem uma jornada pelo deserto enfrentado terríveis perigos e um mal oculto.

Minha Opinião

Notoriamente, Magi tem várias referências a Mil e Uma Noites e isso é algo que desperta a nossa curiosidade, ver personagens conhecidos, porém diferentes em uma história totalmente nova. É um anime com traços bonitos, animação fluída e personagens bem complexos, cada uma com seus dramas.

Temos na história os Dijins (gênios), que foram introduzidos aqui de um jeito muito legal, confesso que não conhecia o termo Dijin, primeira vez que vi foi no livro A Rebelde do Deserto e isso foi um dos gatilhos para que eu assistisse o anime.

Aladin é o protagonista, uma criança extremamente fofa, que carrega uma inocência notável, mas ao mesmo tempo possuí uma sabedoria invejável. E possui um turbante que vira um tapete voador, uma referência pra lá de legal ao Aladin que conhecemos.

Outra personagem que chama muita atenção é a Morgiana, uma garota que inicia na história como escrava, mas nos primeiros episódios ela é liberta e escolhe seguir jornada com Aladin e Alibaba, com a intenção de ir até sua terra natal, de onde ela foi tirada há muito tempo. Ela é calada, não fala muito e tem um interesse amoroso por Alibaba, que aparentemente é recíproco.

Todas as temporadas e o spin-off de Magi está disponível na Netflix! Para quem gosta de histórias com Dijins e referências quanto As Mil e Uma Noites, não pode deixar de conferir essa obra.

MAGI

Diretor: Koji Masunari

Ano de lançamento: 2012

Aladin, após ficar preso no mesmo lugar durante toda a sua vida, sai em uma jornada ao lado de Ugo, um gênio que habita dentro da flauta que ele carrega consigo, em busca de outros gênios. Então, Aladin conhece Alibaba, um garoto que sonha com riqueza e poder, e para conseguir realizar este sozinho, precisa explorar as dungeons, misteriosas estruturas históricas que começaram a aparecer em todo o mundo, há 14 anos. Os dois partem, então, iniciando sua aventura, conhecendo todo o tipo de pessoas e enfrentando os mais diferentes perigos!

Relacionados

Destaques

Insta
gram

[jr_instagram id='3']

Parceiros