Lady Killer é uma graphic novel, selo crime scenes. Obra de Joëlle Jones e Jamie S. Rich, publicado em 2019 pela editora Darkside Books.

Sobre o livro

Uma sociedade em meados do século XX, onde ainda existia muito pré conceito com mulheres trabalhando fora de casa e sendo independentes, vamos conhecer Josie Schuller. Uma adorável dona de casa, que procura fazer o melhor para agradar a sociedade em que vive. Ela lava, passa, faz compras, limpa a casa, é uma excelente mãe e esposa e ainda consegue estar belamente impecável todos os dias.

” Nunca subestime uma mulher, mesmo que ela seja “apenas” uma dona de casa.”

página 6.

Mas nem tudo é o que parece. Josie leva uma vida dupla. Enquanto dentro de casa ela se comporta como manda o figurino, fora ela é uma assassina de aluguel a sangue frio. Contudo, após o não cumprimento de uma regra, seu chefe a ameaça demitir se ela não provar que é capaz de executar seu papel.


Minha Opinião

Esconder sua dupla personalidade não é fácil. Afinal ela precisa dar satisfação ao marido do que faz, e tem uma sogra que a esta sempre questionando quando sai de casa. Sem contar em ter que cuidar das filhas e de todos os afazeres domésticos. E por conta disso, em determinado dia de serviço ela pede para trocar o horário.

Com isso, seu chefe a interroga dizendo que ela não é capaz de conciliar seus afazeres e separar família do trabalho. Ele a intimida alegando que se ela não cumprir com sua obrigação sem questionamentos de data e hora, talvez seja o momento dela se aposentar, após 15 anos como assassina de aluguel.

O problema é que Josie ama o que faz. Apesar de ser contra o uso de armas de fogo, ela é excelente em outros meios e não está disposta a parar com seus serviços. Muito menos ter a aprovação e o consentimento de homem nenhum. Causando uma grande reviravolta na história e mostrando que a sociedade está mudando, e que ela pode e deve fazer o que bem entender.

Nas entrelinhas desta trama é possível enxergar o afloramento do feminismo, e a importância de não julgar as pessoas pela aparência. Neste caso, Josie luta pela sua independência. É uma mulher elegante, uma esposa, mãe e dona de casa perfeita, aos olhos de quem está de fora…

A edição está realmente linda, com traços incríveis de Joëlle Jones, conseguimos ver perfeitamente a mulher em “roupas limpas e sem manchas de sangue”, ou seja, uma verdadeira obra de arte que diz claramente em sua narrativa, nunca rebaixe uma mulher por ser mulher, mesmo que ela seja somente uma esposa.

Esta é uma graphic novel que não deve cair nas mãos de crianças por conter sangue e cenas de violência, mas fora isso, é um enredo que indico para todos, principalmente para quem ainda tem um certo preconceito a tudo que esta história aborda. Este é o primeiro volume de uma série, que já estou bastante empolgada para continuações.

 

LADY KILLER

Autor: Joëlle Jones e James S. Rich

Tradução: Raquel Moritz

Editora: Darkside Books

Ano de publicação: 2019

Josie Schuller é uma esposa dedicada, uma mãe amorosa e… uma assassina de aluguel. Ela é capaz de equilibrar os deveres de uma típica dona de casa norte-americana dos anos 1960 com uma porção de assassinatos a sangue-frio, até que um pequeno deslize faz com que seu chefe ameace aposentá-la de vez.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros