Lançado em 2018 pela TVN, “O que aconteceu com a secretária Kim?” é um drama coreano de comédia romântica protagonizado por Park Min Young e Park Seo Joon, com roteiro de Jung Eun-young e direção de Park Joon-hwa.

A história acompanha a eficiente secretária Kim Mi-So após nove anos de dedicação total ao seu trabalho ao lado do vice-presidente narcisista de uma grande empresa coreana, Lee Young-joon. Kim Mi-So anuncia de surpresa a sua perspectiva de demitir-se para poder dedicar-se mais a si mesma e aos sonhos que ela deixou para trás quando precisou trabalhar para ajudar no pagamento de dívidas de sua família.

Abdicando de fins de semana e em meio a sensação de ter perdido sua persona como “Kim Mi-So” e passado a ser para todos apenas a “Secretária Kim”, ela decide que agora tem estabilidade o bastante para poder compreender alguns dos traumas de seu passado e reencontrar uma figura de sua infância que está perdida em suas lembranças confusas de um evento traumático.

Contudo, o anúncio de demissão de Kim Mi-So pega Lee Young-Joon de surpresa e o empresário vai perceber após nove anos que Kim Mi-So era um elemento especial da vida dele para muito além de sua função enquanto secretária. Entre erros e acertos, o vice-presidente vai tentar mostrar-se mais vulnerável para com Kim Mi-So para que assim possa convencê-la de que, apesar de toda a sua aparência fria e indiferente aos outros, ele na verdade guarda consigo muitas emoções e uma paixão há muito tempo guardada em segredo. Kim Mi-So irá retribuir a paixão do vice-presidente por ela? Ou ela vai continuar na buscar por seu passado? E o que aconteceria se o passado de Kim Mi-So tivesse mais relação com seu presente do que ela imagina?


Extremamente divertido e com um casal que enche a tela de risadas e momentos muito bonitos, “O que aconteceu com a secretária Kim?” encanta pela trama bem humorada e recheada dos clichês românticos prediletos de um espectador do gênero: há um personagem que após anos de convivência social e parceria mútua, percebe quase tarde demais que precisa correr atrás do par de seus sonhos antes que o perca para sempre. E é exatamente isso que vemos o frio vice-presidente fazer enquanto tenta entender seus sentimentos por Kim Mi-So e erra e acerta entre os métodos de se aproximar dela para poder conquistá-la.

Ao seu lado, Kim Mi-So traz consigo uma protagonista de drama que é decidida e meiga, ela tem consciência de suas próprias ações e decisões e sabe o que quer, nunca cedendo rapidamente as primeiras tentativas de Lee Young-Joon. Ambos têm uma relação de anos como profissionais e apesar de os sentimentos estarem sempre pairando entre eles, exige muito mais do que buquês de flores e encontros chiques para que os dois possam de fato se entender.

Observar a jornada deles enquanto seres individuais e depois juntos nas tentativas de virarem um casal traz consigo cenas maravilhosas que fazem a gente rir e se divertir junto. Por conta da personalidade levemente narcisista do vice-presidente, vemos as declarações de amor mais tortas possíveis quando ele não consegue evitar falar de si mesmo, mas também vemos um personagem que tenta a todo custo se abrir aos poucos para mostrar sua verdadeira face diante da mulher que amou de forma quase inconsciente.  A história de Kim Mi-So e do vice-presidente perpassam narrativas típicas da vida adulta e transmitem isso para as telas de forma esperta e leve, o que faz do drama um entretenimento perfeito para momentos em que só queremos ter um pouco de tranquilidade assistindo algo legal e despretensioso.

Claro, como todo bom drama, há sim uma boa dose de tramas mais sérias que concentram-se em peso na questão do passado das personagens: Kim Mi-So tem total certeza de que foi sequestrada quando criança e que, nesse sequestro, conheceu um menino que passou por esse evento traumático junto com ela. Entre memórias fragmentadas e fobias decorridas do estresse pós-traumático, ela tenta reencontrar essa figura de seu passado e esses são sempre momentos bastante emocionais da história.

Lee Young-Joon também demonstra ser muito mais do que sua personalidade aparenta: manifestando sintomas de trauma extremo quando exposto a determinadas situações e sendo incapaz de deixar jovens aproximarem-se fisicamente dele por lembranças nebulosas que o marcaram no passado, a sua aparente frieza pode revelar um dado muito importante de sua infância que explicaria parte da sua história com a secretária Kim.

Girando em torno dos dois, temos também o núcleo do escritório de trabalho da empresa e nele temos personagens secundários que trazem consigo boa parte de outros tantos momentos de humor que envolvem situações típicas de ambientes como esse. Há o funcionário que trabalha de forma preguiçosa, tem aquele que é uma máquina profissional, no meio existe a novata da equipe e assim por diante. Sempre com cenas engraçadas, eles formam um núcleo marginal bem leve!

Com atuações muito divertidas e um casal pelo qual nos apaixonamos a cada episódio, “O que aconteceu com a secretária Kim?” é a recomendação perfeita para quando tudo o que queremos é uma história divertida e com personagens que nos provoquem emoções boas pelas quais podemos torcer!

O QUE HOUVE COM A SECRETÁRIA KIM?

Diretor: jung Eun-young

Elenco: Park Min Young, Park Seo Joon, Baek Eun-Hye, Go Se Won

Ano de lançamento: 2018

A série gira em torno do presidente narcisista de uma grande corporação, Lee Young-joon, e sua altamente capacitada secretária, Kim Mi-so. Mal-entendidos surgem quando ela anuncia que vai renunciar de sua posição, depois de trabalhar para Lee Young-joon por nove anos.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros