Publicado originalmente em 2014, esta grandiosa série tem sua edição pela Record.

Sobre o Livro

Æthelred está para morrer. O senhor da Mércia é o único que mantinha a estrutura entre os saxões e os dinamarqueses na brtiânia. Mas, se morresse, quem assumiria? A única pessoa na linhagem capaz de assumir seria Æthelflaed, porém ela era mulher e nenhuma mulher governava homens. Pois era o que eles achavam…

Æthelflaed está disposta a assumir este posto e passar por longos obstáculos, mas precisaria da ajuda de Uhtred que até então foi gravemente ferido. Muitos pensaram que ele tinha morrido, incluindo seu filho Uhtred, o de mesmo nome. Mas será mesmo verdade isso?

“Meu nome é Uhtred. Sou filho de Uhtred, que foi filho de Uhtred, e o pai dele também se chamava Uhtred.”

Ao passo que um trono se torna vazio, os dinarmaqueses e saxões entram em ebulição: a Mércia está cada vez mais disputada e a vontade de Alfredo – que ficou no passado com os mortos – de transformar as terras em Anglaterra parece ainda mais distante. Cada vez mais a Britânia dependerá de alguém capaz de dar um fim a tudo isto. Mas quem?

Minha Opinião

Depois de finalizar o volume 7 eu senti que haveria uma mudança drástica nos próximos livros. Tive que começar a leitura de O Trono Vazio para entender o que poderia ser esperado para os próximos e últimos livros. De fato, Cornwell fez uma jogada interessante que ajudou a gente a se prender entre os livros 7 e 8.

Aqui temos uma reviravolta e a construção de uma nova trajetória que será seguida nos próximos livros: a evolução dos filhos de Uhtred quanto a sua participação e importância na história e a participação de Æthelflaed que até então aparecia de forma rasa, não muito presente na maioria dos livros.

“Fui acordado pelo som estridente de um sino de igreja. Abri os olhos, e, por um momento, não tive ideia de onde estava.”

Por outro lado, após a primeira parte do livro, temos uma pequena jornada que não devo mencionar com detalhes já que poderia ser um spoiler. Mas, confesso que essa parte é só uma ponte para o que o autor vai construir ao longo dos próximos livros.

Outro ponto interessante é que neste livro temos a perspectiva do filho de Uhtred, o de mesmo nome, o que nos faz se aproximar mais dele, assim como com sua filha, Stiorra. As vezes quando lia eu esquecia dos filhos que ele tinha já que eram apresentados tão superficialmente.

“Bem-vindos à fortaleza de Ceaster.”

O Trono Vazio é marcado pelo que tem de melhor de Cornwell: grandes batalhas, um humor único e repentino seguido de algumas tragédias que bons guerreiros enfrentam. Mas uma grande batalha ainda é prometida que definirá o futuro da Britânia. E eu particularmente estou bem ansioso para este momento chegar.

O TRONO VAZIO: CRÔNICAS SAXÔNICAS (VOL. 8)

Autor: Bernard Cornwell

Tradução: Alves Calado

Editora: Record

Ano de publicação: 2014

Do autor de As crônicas de Artur, o oitavo volume da série Crônicas Saxônicas As forças de Wessex e da Mércia se juntaram para combater os dinamarqueses, mas a instabilidade da união e a ameaça dos ataques dos reinos pagãos vizinhos são um perigo para a Britânia, pois Æthelred, o senhor da Mércia, está à beira da morte e não tem herdeiros, o que abre caminho para disputas pelo trono. Uhtred de Bebbanburg, o maior guerreiro da Mércia, sempre apoiou a senhora Æthelflaed para que se tornasse a sucessora do trono, mas será que a nobreza aceitará uma mulher como líder? Mesmo ela sendo a viúva de Æthelred e irmã do rei de Wessex? Enquanto os mércios travam brigas internas e os saxões ocidentais tentam anexar o reino aliado, novos inimigos surgem na fronteira norte. Os saxões precisam desesperadamente de uma liderança forte, mas, em vez disso, lutam por um trono vazio, ameaçando arruinar todos os esforços para unir e fortalecer seu reino.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

[jr_instagram id='3']

Parceiros