Os Mistérios de Sir Richard é o quarto volume da série Smythe Smith, da autora Julia Quinn, publicado em 2017 pela editora Arqueiro.

Sobre o Livro

Richard Kenworthy precisa se casar. Ele tem menos de um mês para encontrar uma esposa que seja inteligente o bastante para entender os motivos de um casamento apressado. E duas semanas, senão menos, para fazê-la se apaixonar por ele e assim perdoá-lo pelo que está prestes a fazer. Por isso, Richard não deve ser exigente. Desde que ele consiga essas duas características em uma senhorita, pouco importa se ela não for tão bonita e não tiver um bom dote, ajudaria, mas ele não pode se dar ao luxo de escolher demais, esta correndo contra o tempo.

É com esse objetivo que Richard parte para Londres, e a oportunidade ideal aparece quando ele é convidado a participar do recital anual das Smythe Smith. Um quarteto do qual ele nunca ouviu falar, mas que é bastante conhecido em Londres por suas apresentações um tanto quanto ruins. E ao descobrir quem são essas senhoritas, ele não perde a chance de prestar atenção na jovem do violoncelo. A única solteira e com idade de se casar. Eis que ela parece a dama perfeita para suas necessidades e no mesmo instante ele começa suas investidas.

“Iris sentiu o sangue abandonar seu corpo e cambaleou para trás, pois a força do silêncio era como um soco no estômago. Ele não precisava dizer nada: a explicação estava bem ali, na cara dele. Richard a escolhera porque pôde fazê-lo. Porque sabia que, com um dote tão modesto e uma aparência tão insignificante, Iris não teria pretendentes clamando por sua mão. Uma garota como ela estaria ansiosa para se casar. Uma garota como ela nunca recusaria um homem como ele. “

De uma beleza peculiar, cabelos claros, cílios e sobrancelhas quase invisíveis e de um tom de pele considerada um tanto quanto pálida, Iris Smythe Smith sabe que está longe de ser bonita. E com isso, também tem a consciência que não deve exigir muito de um noivo, ainda mais possuindo um dote tão modesto, que poderia ser um pouco melhor, se ela não tivesse mais quatro irmãos com quem dividi-lo. Iris também reconhece que as apresentações do quarteto anual de sua família são ridículoas, mas ela prefere a humilhação de todo ano a ter que ferir o sentimento de sua mãe e suas tias. E é em um desses concertos que ela conhece Sir Richard Kenworthy, um cavalheiro que não tira os olhos dela, deixando-a ainda mais inibida.

Exatamente uma semana depois de conhecer o cavalheiro que mais lhe deu atenção em toda a sua vida, Iris é pedida em casamento, e mesmo gostando de Richard ela diz que precisa pensar. Porém, Sir Richard não tem esse tempo e ao perceber isso, ele força um beijo na jovem, comprometendo-a a casar com ele. Sem escolhas, e completamente desamparada, ela segue para sua nova vida em Yorkshire. No entanto, ela começa a perceber que talvez seu marido esconde alguma coisa, e isso se torna certeza quando depois de passar alguns dias, seu casamento ainda não foi consumado.


Minha Opinião

Depois de já ter lido todos os outros livros da série, a gente sempre espera mais de um último livro, se perguntando: o que este aqui terá de diferente? E mesmo que as histórias da Julia Quinn sigam um padrão de narrativa, há sempre uma nova discussão em seu ponto de foco. É difícil dizer se este foi ou não o melhor da série, pois todos eles me trouxeram os mesmos sentimentos, no entanto, posso afirmar que aqui, temos a melhor protagonista de todo o quarteto Smythe Smith, e isso fez toda a diferença dentro de uma trama que demorei, confesso, para me envolver e passar a gostar.

Diferente dos livros anteriores, em Os Mistérios de Sir Richard, temos um casamento precoce, se não me engano, antes mesmo das 50 primeiras páginas e é a partir daí que a trama se desenrola. Desde o início sabemos que Richard está escondendo alguma coisa grave, e seus mistérios vão ficando cada vez mais tensos a medida que a estória toma rumo, e é impossível não ficar apreensiva junto com Iris, e isso porque só vamos desvendar os segredos no mesmo momento que ela. Gostei desse toque de suspense que a autora inseriu no livro, em nenhum momento imaginei o que fosse, contudo, demorou muito para que o suspense todo chegasse ao fim, acabou que se tornou cansativo tamanha a enrolação para descobrir o que estava acontecendo.

“Iris se esforçou para sorri. Mas não era boa na arte de ser cortejada. Quando estava em um salão com pessoas que conhecia bem, podia conduzir uma conversa com estilo e sagacidade até o final. Seu sarcasmo impassível já era lenda na família. Mas, diante de um belo cavalheiro, sua língua se enrolava. Ela havia se saído tão bem naquela tarde apenas porque não estava segura de que havia despertado o interesse dele.”

Os personagens principais me causaram sentimentos controversos. Enquanto eu amei a Iris Smythe Smith por toda sua garra de seguir em frente depois de ser obrigada a casar-se, mesmo que ela já fosse dizer que sim, ele a forçou com sua atitude desesperada; Sua postura sempre digna mesmo sendo “rejeitada” todas as noites pelo marido; E por ser forte o bastante para aguentar os segredos dos Kenworthy. Mas, por outro lado, Richard me incomodou bastante. Que ele é um cavalheiro, é impossível negar, mas seu cavalheirismo é tanto, que chega a irritar; E o principal: o fato dele enrolar sua esposa e não dizer a verdade antes que ela se apaixonasse por ele, só me fez recriminá-lo ainda mais.

De certa forma é engraçado ler um romance de época e encontrar soluções para os problemas baseando-se nos dias atuais. As vezes é difícil entender como as coisas eram tão complicadas antigamente. Como um simples beijo pode comprometer alguém? e como pessoas podem ficar mal faladas na sociedade e um casamento só pode ser considerado”bom” levando-se em conta apenas títulos e dotes. Todas essas questões são coisas que me pego pensando nesses romances de séculos passados, porém adoro a sensação que eles me trazem de “tudo está diferente agora”. E nessas circunstancias, ainda bem.

Tive um conflito interno com os personagens, e mesmo achando que a estória teve sua enrolação, ainda assim gostei da trama aqui presente, o “mistério” de sir Richard pode até ter sido algo comum na época e ser soluções um pouco clichês em livros desse gênero, mas para mim foi uma ideia inovadora e surpreendente. E mais uma vez, Julia Quinn conseguiu escrever um enredo tão gostoso de acompanhar, em uma leitura fluida e divertida. Já estou com saudade desse Quarteto que me acompanhou desde a série dos Bridgertons, mas como nossas meninas já estão todas casadas, mais um quarteto já foi montado, e quem sabe não temos uma segunda série?! Seria realmente apaixonante.

OS MISTÉRIOS DE SIR RICHARD

Autor: Julia Quinn

Tradução: Simone Lemberg Reisner

Editora: Arqueiro

Ano de publicação: 2017

“Os livros de Julia Quinn já atingiram a marca de 10 milhões de exemplares vendidos. “Julia Quinn conclui o Quarteto de forma esplêndida, mais uma vez casando sua brilhante perspicácia com sua paixão sedutora para criar uma história de amor que provoca suspiros.” – Booklist “Um novo livro de Julia Quinn é sempre motivo de comemoração. Ela é uma das mais recomendadas autoras de romance entre os fãs do gênero. Se você gosta de um humor inteligente e de personagens encantadores, faça-se um favor e leia uma obra dela.” – Madeline Hunter, autora da série Os Rothwells Sir Richard Kenworth tem menos de um mês para encontrar uma esposa… Por isso sabe que não pode ser muito exigente. Mas, quando vê Iris Smythe-Smith ao violoncelo no tradicionalmente desafinado recital de sua família, pensa que o destino trabalhou a seu favor. Ela é o tipo de garota que não atrai muitos olhares, porém algo o faz ter certeza de que é a escolha perfeita. Iris Smythe-Smith já se acostumou a ser subestimada… Com seu cabelo muito claro, a pele alva e o jeito discreto, ela quase sempre passa despercebida, ainda que seja a única do Quarteto Smythe-Smith que realmente sabe tocar um instrumento – não que alguém consiga escutá-la em meio à cacofonia dos concertos. Por isso, quando o charmoso Richard Kenworthy pede para ser apresentado a ela, Iris fica envaidecida, mas também desconfiada. E quando o pedido de casamento dele se transforma numa situação comprometedora, Iris tem a sensação de que ele está escondendo algo… ainda que Richard pareça mesmo apaixonado e que o coração dela esteja implorando para que diga sim.”

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros