Romance is a bonus book é um dorama sul-coreano de comédia romântica exibido em 2019 e distribuído internacionalmente pela Netflix no mesmo ano. Dirigido por Lee Jung-Hyo e roteirizado por Jung Hyun Jung, o drama conta a história de Kang Dan Yi, uma mãe solo recém divorciada que, após passar dez anos fora do mercado de trabalho para dedicar-se ao trabalho doméstico e aos cuidados com a filha, tenta retornar ao cenário profissional, mas nunca é contratada para os cargos no qual tem diploma por conta do seu tempo fora do mercado.

Lutando para pagar a escola da filha e prestes a perder sua casa, Kang Dan Yi secretamente atua como a empregada do melhor amigo de infância, Cha Eun Ho, para conseguir um lugar onde possa comer e dormir. Cha Eun Ho é um jovem escritor de sucesso de uma editora da qual também é sócio e leva uma vida satisfatória em seu cargo, mas sempre manteve escondida sua paixão por Kang Dan Yi nutrida desde a adolescência.

Cha Eun Ho não sabia da atual condição de vida de sua melhor amiga e só descobre o que realmente está acontecendo quando Kang Dan Yi faz algo inesperado para finalmente obter um emprego: ela esconde seus diplomas universitários e candidata-se a uma vaga temporária para grau médio como assistente da editora em que Cha Eun Ho trabalha.


Simples, clichê e encantador, Romance is a Bonus Book é um dorama que não apenas tem uma seleção de personagens com tramas excelentes, quanto tem um plot e uma ambientação repleta de tópicos interessantes e bem desenvolvidos. O principal deles sendo o foco no ambiente de trabalho de uma editora, ressaltando assim os diversos momentos da produção de um livro até a sua publicação, os trabalhos e perrengues que surgem no meio do caminho, as disputas com outras editoras e títulos, as vendas e os problemas que esse mercado sofre.

Todo o local de trabalho de Kang Dan Yi e Cha Eun Ho é claramente uma versão mais suave do que acontece na realidade, mas não deixa de ser interessante acompanhar as reuniões da empresa, as idas a gráfica, livrarias e até mesmo as discussões entre os funcionários sobre quais publicações poderiam estar sendo feitas e não estão. Há um debate bem interessante sobre o valor de um livro, sobre publicar aquilo que vende ou o que a editora julga como bom e qual o impacto de uma obra na vida de uma pessoa.

Uma das problemáticas surgidas dessa ambientação no escritório editorial é a competição interna dentro da editora. Roubos de ideia, plágios, transferência de culpa e situações de abuso de poder são retratadas em diversos momentos, servindo para tirar um pouco a visão de “ambiente de trabalho perfeito” que o drama fornece no começo. Contudo, acredito que essas partes poderiam ter consequências melhores exploradas, uma vez que todos os problemas que acontecem parecem desaparecer no decorrer dos episódios.

Outra questão também tratada pelo dorama é a situação no mercado de trabalho de mulheres que são mães e que precisam se ausentar por um certo período. Kang Dan Yi, mesmo possuindo todas as qualificações necessárias, ainda era vista como uma párea por não estar atuando no mercado. Outras mulheres aparecem e contribuem para esse debate, mulheres que nunca casaram ou tiveram suas famílias porque sentiam que o mercado só dava a elas a opção de escolher um dos caminhos: trabalhar ou ter suas famílias. O machismo dessa situação não é diretamente comentado, mas fica nítido que é sobre isso que essas histórias falam.

Indo para os personagens, Romance is a Bonus Book tem um excelente arsenal de personagens secundários que possuem histórias próprias envolvendo suas famílias, seus medos e seus sonhos. Todos os personagens crescem no decorrer da narrativa, contribuindo para que a relação entre eles também cresça, seja em amizade ou no ambiente profissional. E, claro, os dois principais, Kang Dan Yi e Cha Eun Ho, possuem uma trajetória antiga e bem trabalhada juntos, criando toda uma discussão sobre escolhas pessoais que tomamos no passado e que transformam o futuro que vivemos. Cha Eun Ho esconde segredos que Kang Dan Yi nunca notou e os dois vão precisar se reconhecer para compreender como terminaram no ponto para onde as histórias os levaram.

As atuações são todas excelentes, tanto Lee Na-Young quanto Lee Jong Suk funcionam muito bem em tela, tanto juntos quanto individualmente, prendendo a atenção do telespectador em todos os seus momentos. O elenco de apoio tem ótimos momentos principalmente com Jung Yoo-jin interpretando Song Hae Rin, uma das funcionárias da editora que tem uma relação mais próxima de Cha Eun Ho que nunca foi correspondida, mas que acaba ultrapassando esse clichê de ser “a outra opção” e se torna uma adorável personagem durante o dorama. A ambientação também contribui muito para contar a história, assim como as escolhas de trilha sonora que são em maioria músicas leves e divertidas.

Com referências literárias, bom humor e um elenco divertido e encantador, Romance is a bônus book é o dorama certo para quem gosta de histórias sobre o dia a dia que possuem sua boa dose de romance, problemas e discussões sérias tratadas de forma simples, porém satisfatória. E, claro: é o drama para quem ama livros e quer conhecer mais do universo por trás da publicação que vemos nas livrarias.

ROMANCE IS A BONUS BOOK

Diretor: Lee Jung-Hyo

Elenco: Lee Jong Suk, Lee Na-Young, Choi Seung Yoon, Jung Yoo-jin

Ano de lançamento: 2019

Cha Eun Ho é um escritor talentoso e bem-sucedido que trabalha como chefe em uma editora. Já Kang Dan Yi é uma mulher divorciada e que acabou de perder o emprego. Amigos de infância, os dois se reencontram depois de anos e, a medida que se envolvem na vida um do outro, começam a se apaixonar.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros