Atenção!

Este é um livro com gatilhos, tenha isso em mente ao seguir com a resenha e optar por fazer a leitura.

Romance Tóxico é uma obra da autora Heather Demetrios, publicado em 2018 pela editora Seguinte.

Sobre o Livro

Estudante do segundo ano do ensino médio, com o sonho de se tornar uma grande diretora de espetáculos juntamente com um padrasto violento e uma mãe maluca por limpeza, é a triste e difícil realidade de Grace. Mas o que ainda a faz colocar um sorriso no rosto é Gavin, um rapaz por quem ela está apaixonada há três anos e que de repente, após um término de namoro e uma tentativa de suicídio, passa a notá-la quando ela lhe envia uma carta de conforto.

” Faço o papel da garota derrotada e intimidada porque tenho medo. Pavor, na verdade. A pouca liberdade que tenho é como uma peça delicada de vidro. Uma leve pressão pode estilhaçá-la em milhões de pedaços. Nem sempre foi assim. Antes de minha mãe se casar com o Gigante, havia alegria em nossa casa, festas, aventuras. Agora não. Vivo em um reino governado por um tirano que deseja me destruir. “

página 13.

Finalmente, ao ser notada por Gavin, Grace tem um motivo para sua vida valer apena. De grandes amigos, eles passam a ser namorados. Um verdadeiro refúgio de sua vida pacata e depressiva. Ela está radiante. Mas, o que era para ser um romance dos sonhos, com um príncipe que a salva de uma família terrível, acaba por se tornar seu maior pesadelo.


Minha Opinião

Antes de qualquer coisa, é importante você saber que Romance Tóxico vai tratar de relacionamento abusivo, dentro de casa e também entre casal, suicídio e consequentemente depressão. Ou seja, um prato cheio de gatilhos. Portanto, se você for sensível a qualquer um dos temas, aconselho que não faça a leitura, ficando por sua conta e risco se optar por mesmo assim, fazê-la. E se isso acontecer, prepare-se para vários socos no estômago, mas que com certeza, te deixará muito mais forte após a finalização da leitura.

” Frases de efeito, essas malditas frases de efeito… Por que não consigo enxergar que são perfeitas demais? As coisas seriam diferentes se eu não tivesse caído em todas elas? “

página 158

Grace tinha tudo para ser uma pessoa normal. Mas os abusos que ela sofre dentro de casa, como ter que limpar o tempo todo, mesmo quando tudo já está limpo, tirando sujeira de onde só a sua mãe enxerga e, ter que lidar com um padrasto agressivo nas atitudes e no linguajar, a impediram disso. Sem mencionar as incontáveis vezes em que fica de castigo por esquecer a louça na lavadoura, ou por não dar tempo de varrer a varanda antes de ir ao trabalho.

Somente isso já seria motivo suficiente para querer abraçá-la e carregá-la com todo cuidado do mundo. Mas, ainda temos Gavin. Seu namorado dos sonhos, que lhe presenteia quase o tempo inteiro, que lhe escreve músicas, que a leva em lugares deslumbrantes, e além de tudo, a salvou de sua casa. Perfeito, se não fosse o ciúmes possessivo, as brigas desnecessárias e com elas as palavras chulas, e o sentimento de ódio. Uma verdadeira montanha russa com lupins intermináveis.

É assustador como Gavin vai do ódio ao amor em segundos. Em como um eu te odeio na hora da raiva vira um eu te amo na hora do perdão. Se a minha cabeça já fica bagunçada, imagine a da Grace. Mas por conta disso, Gavin se tornou um dos mais reais personagens já bem escritos que conheci. Acredito que o maior tipo de abusador, se é que existe um tipo, que usa a ameaça para conseguir o que quer.

Contudo, Grace ainda tem sonhos, se livrar de Gavin é o maior deles, mas se tornar uma talentosa diretora de cinema é o mais importante. E é a isso que ela vai se agarrar para tentar sair desse fundo do poço. Além de contar com as amizades mais verdadeiras que tive o prazer de ler. Talvez Gavin tenha tirado muita coisa dela, mas essas amizades, nenhum ódio destrói.

” Percebo qual é o problema. Não é seu ciúmes, os mundos diferentes em que vivemos, as regras dos meus pais, mas o fato de eu ter me tornado um dente-de-leão. Você dá um sopro e eu vou para todos os lados. “

página 245

De longe este foi um livro fácil de ler. A leitura pode até ser fluída por suas letras grandes e bem espaçadas, mas a narrativa em segunda pessoa, adicionada ao enredo que dá embrulhos no estômago, se tornam uma leitura densa e que precisa ser degustada de pouco em pouco, para que seja possível respirar fundo e seguir lendo.

Aprendi com essa leitura a nunca julgar um relacionamento pelas aparências, ou criticar uma mulher por estar no lugar da Grace. A gente nunca sabe o quanto é difícil estar nesse relacionamento. Mas a gente sabe que sozinho não é possível vencer. E aprendi que devo escolher a mim, acima de tudo. Derrubar lágrimas nunca foi tão dolorido e aquecedor como neste livro.

 

ROMANCE TÓXICO

Autor: Heather Demetriosr

Tradução: Flávia Souto Maior

Editora: Seguinte

Ano de publicação: 2018

Grace quer sair de casa. Ela se sente sufocada pelo padrasto agressivo e pela mãe obsessiva, que a faz esfregar o chão até toda a poeira (que só ela enxerga) sumir. Quer ir embora da cidadezinha onde mora, na Califórnia, pequena demais para seus sonhos. Quer fugir da vida que leva e se tornar uma artista em Paris, uma diretora de teatro em Nova York… qualquer futuro que seja distante do medo e da solidão que sente.
Então ela se aproxima de Gavin: charmoso, talentoso e adorado por todos da escola. Quando os dois se apaixonam, Grace tem certeza de que aquele romance é bom demais para ser verdade. Mas as suas amigas enxergam um outro lado do garoto ― controlador e perigoso ―, que, com o tempo, vai transformar o relacionamento dos dois em uma prisão da qual Grace será incapaz de escapar sozinha.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros