The Good Bad Mother é uma série de drama lançada em 2023 pela Netflix. Tem no elenco nomes conhecidos como Lee Do-hyun (A Lição), Ahn Eun-jin (Hospital Playlist) e Ra Mi-ran (Reply 1988).

Jin Young-soon (Ra Mi-ran) era uma criadora de porcos alegre até o assassinato de seu marido. Com o caso dado como suicídio, a mulher decide dedicar sua vida a fazer o filho, Kang-ho (Lee Do-hyun), se tornar um promotor e conseguir justiça para a família. Sua obsessão, no entanto, a transforma em uma mãe severa e praticamente destrói a relação dos dois.

Anos depois, Choi Kang-ho realmente se torna um promotor, mas é um homem frio e manipulador que se afastou da mãe e todos ao seu redor. Envolvido com as pessoas erradas, é vítima de uma tentativa de assassinato que o força a ficar sob os cuidados de sua mãe mais uma vez.

The Good Bad Mother é uma montanha russa para os espectadores nos primeiros episódios. Muitas emoções, sim, mas mais do que isso: são tantas as camadas apresentadas que demora cerca de quatro episódios para você entender qual exatamente será a história que está acompanhando.

Uma vez estabilizado o caos dramático dos primeiros episódios, a série segue tranquila. Não é do tipo que te faz roer as unhas ou torcer loucamente pelos personagens, na realidade, tudo é apenas bom o suficiente para não te fazer desistir.  Apresenta um conjunto de personagens que em um primeiro momento dão esperança da construção de uma comunidade divertida que acrescenta a história, infelizmente, o grupo de moradores acaba apagado em meio a tantos elementos, não ruim, mas sem adicionar toda a graça que tinham potencial.

Há exceções, é claro. Um dos maiores destaques, como esperado, foi o plot da personagem de Ahn Eun-ji. A mãe solteira é encantadora e seus filhos ainda mais, os três são 60% da razão de ter seguido com a série.

Os protagonistas, Choi Kang-ho e Jin Young-soon, merecem algum mérito por suas performances, a reconstrução do relacionamento entre mãe e filho é um assunto que tinha muita expectativa sobre, e que teria me feito gostar mais da série caso tivesse o destaque que merecia.

Com o elenco repleto de atores conhecidos e um título como “mãe ruim”, as expectativas eram de um drama, mas a escala chega a ser um tanto exagerada. Estamos falando de incêndios criminosos, políticos corruptos com planos maquiavélicos e acidentes absurdos. Tudo isso no plural.

O que poderia ser uma história forte sobre relacionamentos quebrados acaba dando muito espaço para um arco de política e crimes que não só é genérico, como não serve para muito além de adicionar drama em uma série que já teria muito sem isso.

Em um último momento os elementos levam a situações ridículas que normalmente seria divertido, mas que fica confuso em meio a seriedade da situação a que somos sempre lembrados. Essa trama rouba tempo das partes verdadeiramente interessantes e importantes para os protagonistas, e tornam o que poderia ter sido uma história muito emocionante em uma mistura de drama e investigação pouco criativa.

The Good Bad Mother é, infelizmente, uma série terrivelmente mediana. Só posso recomendar para aqueles que procuram por uma história muito especifica ou para quem já assistiu todo o catálogo dos streamings e precisa de algo para deixar passando na tv enquanto faz outra coisa.

THE GOOD BAD MOTHER

Elenco: Lee Do-hyun, Ahn Eun-jin, Ra Mi-ran, Yoo In-seo

Ano de lançamento: 2023

Com o assassinato do marido tomado como suicídio, Jin Young-soon dedica sua vida a criar o filho, Choi Kang-ho, para se tornar um promotor e se conseguir justiça para sua família.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

[jr_instagram id='3']

Parceiros