Um Amor Conveniente é um romance de época, segundo volume da série Girl Meets Duke, obra da autora Tessa Dare publicado em 2019 pela editora Gutenberg.

Sobre o Livro

A única coisa que a Srt. Alexandra Mountbatten sabe fazer é consertar relógios. Sejam de bolso ou de parede, é assim que ela ganha seu sustento. Afinal, não vem de uma família tradicional e precisa trabalhar para sobreviver. Contudo, por puro desespero ao enfrentar um trauma de infância, ela acaba perdendo todo seu equipamento e, a única solução agora, é aceitar o emprego de aia das pupilas do Duque Chase Reynaud.

O problema é que as duas crianças são incorrigíveis, e o duque não tem nenhuma intenção de continuar com elas quando acabar o verão. Ele não quer ser pai, e isso inclui ser guardião dessas duas pestinhas. Consequentemente ele também não quer se casar, portanto, Alex sabe que seu emprego é temporário, mas com a proposta que recebeu é mais que suficiente.

“É mesmo? Você está rejeitando as meninas. Do mesmo jeito que todo mundo fez. Não pense que elas não sentem. E se, as mandar embora, nunca mais vão confiar em ninguém. Elas só querem sua atenção, você não vê? Mesmo que para isso precisem amarrá-lo com corda ou jogar um balde de água em você, ou inventar uma morte nova para a boneca todas as manhãs. Ás vezes penso que Daisy faz isso só para ter uma desculpa para segurar a sua mão uma vez por dia. E você precisa ver o modo como Rosamund olha para você quando está ocupado demais para reparar. Ela nunca vai admitir, mas está desesperada para conseguir sua aprovação. – Alex pegou a mão dele. – Chase, elas já amam você.”

página 144.

Entretanto, Alexandra é uma moça persistente. E ela vai fazer de tudo para tocar o coração do duque e com isso fazer com que as meninas fiquem. O que ela não sabe, é que todo esse trabalho talvez não sensibilize apenas Reynaud contra as meninas, mas também contra ela mesma.


Minha Opinião

Tessa Dare nunca decepciona quando o assunto é dar boas risadas, isso é fato. Seus romances são todos divertidos, de realmente gargalhar e não ver a hora passar. Mas, também carrega muito sentimento, de uma forma que é impossível não querer abraçar os personagens e resolver todos os seus problemas. E aqui, não foi diferente com os protagonistas, mas principalmente com Daisy e Rosamund.

Nunca se soube quem foi o pai das meninas, e desde que a mãe delas faleceu alguns anos atrás, elas são passadas de guardião a guardião, nunca encontrando um lar de verdade. E por isso, elas aprenderam a se defender sendo levadas e ignorantes quanto a estudos e sentimentos, porque sabem que cedo ou tarde, seus tutores não vão mais querê-las e aí, começa tudo de novo.

Essas duas meninas me divertiram demais, e roubaram muito a cena por aqui. Mas por suas trágicas histórias, me deixaram com os olhos marejados muitas vezes também. A vontade que elas têm de se entregar e poder amar livremente, mas com medo de ter que deixar tudo pra trás de novo, é impossível não enxergar e só torcer muito, mas muito, para que Alex consiga amolecer o coração do duque.

Mas é claro que mesmo que não perceba, Chase já foi conquistado por Daisy e Rosamund. Um mulherengo, da pior espécie, vai descobrir que o que ele acreditava não querer, é o que ele mais precisa. E junto com isso, uma aia incrivelmente bela, com uma história de vida também triste, mas que não desiste, nunca, de seus objetivos. O que se tornou uma das lições que este livro traz, nunca desistir.

“É isso mesmo. – Ela pôs a mão no peito dele, cobrindo-lhe o coração que batia furiosamente. – Para mim, a verdade não arruína nada. Por que nossa compreensão do universo deveria diminuir nosso sentimento de admiração diante dele? Nós estamos girando e girando, a centenas de quilômetros por hora, numa pedra no meio de um universo infinito. Isso não basta para inspirar admiração?”

página 206.

Este livro não é uma continuação direta do primeiro volume, Um Casamento Conveniente, mas sim uma história independe, mas com muitos dos personagens do livro anterior fazendo suas aparições por aqui. Inclusive, se você leu o primeiro volume vai identificar que nosso casal se conhece lá naquele livro, mas sua história só ganha força aqui. No entanto,mesmo que a continuação não seja direta, por se tratar de um casal protagonista diferente, os personagens em si já nos são apresentados no livro anterior. Principalmente as amigas desta e da outra protagonistas, que acredito, ganharão suas histórias nos próximos volumes da série.

Portando, se você gosta do bom e velho clichê, mas com personagens divertidíssimos, e protagonistas fortes e determinadas, que fogem do padrão da época, ou seja, que não vêem de família tradicionais. E que de quebra tem um plano de fundo emocionante, não só este livro, mas esta série é para você.

UM AMOR CONVENIENTE

Autor: Tessa Dare

Tradução: A C Reis

Editora: Gutenberg

Ano de publicação: 2019

Depois de perder o seu sustento, Alexandra Mountbatten assume uma tarefa impossível: transformar duas órfãs rebeldes em damas da sociedade. Alex, porém, logo percebe que não é de disciplina que as crianças precisam, e sim de um lar repleto de amor. Mas como irá convencer o guardião delas, Chase Reynaud, disso?
Chase é herdeiro do duque e um verdadeiro cretino quando se trata de assuntos do coração. Várias damas de Londres tentaram mudá-lo, mas falharam na missão.
Como qualquer libertino que se preze, Chase vive de acordo com uma regra: não se apaixonar. Quando uma jovem obstinada tenta corrigir o seu comportamento, o futuro duque decide provar-lhe que não pode ser domado.
Contudo, Alex é inteligente, perspicaz e apaixonante, excedendo as expetativas de Chase. Além disso, ela recusa-se a vê-lo como uma causa perdida, sentindo que deve alcançar o seu coração para ajudar as duas órfãs. Mas conseguirá ela proteger seu próprio coração?

Relacionados

Destaques

Insta
gram

[jr_instagram id='3']

Parceiros