Um Casamento Conveniente é o primeiro livro da série Girl Meets Duke, romance de época, escrito pela autora Tessa Dare e publicado em 2019 pela editora Gutenberg.

Sobre o Livro

Costurar vestidos para as damas da alta sociedade é o que Emma Gladstone faz para sobreviver. Então é claro que perder dinheiro com isso, seria impensável. E é por isso que ela está agora usando o vestido de casamento da noiva do duque de Ashbury, na porta de sua casa, exigindo seu pagamento. Já que misteriosamente o casamento foi cancelado, e ninguém lembrou de indenizar a costureira.

Com o rosto totalmente desfigurado pela guerra, o duque de Ashbury vive recluso em casa, saindo somente a noite pelas ruas de Londres assustando todos que estiverem em seu caminho. Já que ser desprezado pelas pessoas tem sido sua penitência desde que voltou da guerra.

” …Havia duas abordagens para se ter sucesso costurando vestidos – encontrar os defeitos na pessoa e escondê-los, ou ressaltar a beleza oculta…”

página 24.

Entretanto, o duque precisa passar leu legado para frente, e ao encontrar uma dama vestida de noiva na porta de sua casa, sem se importar ou julgar sua aparência, ele decide fazer um trato. Um casamento em troca de um herdeiro. Mas, quando esse filho nascer, que fique claro, o casamento será desfeito.

Pensando em todas as escolhas que Emma tem em ser sucedida financeiramente, ou seja, continuar sendo “escrava” da alta sociedade por pouco, ou casar com um duque por muito, ela decide aceitar a proposta. Mas é claro, o que nenhum dos dois está preparado, é que esse casamento por conveniência, pode ser muito mais conveniente que eles imaginam.


Minha Opinião

Se tem algo que gosto mais do que me divertir com os romances de época da autora, é a forma intensa com que ela escreve suas histórias. Sejam as mocinhas destemidas e determinadas, mocinhos libertinos ou como no caso, arrogantes e egocêntricos, traumas trabalhados e romance muito bem desenvolvido. O que é claro, não foi nada diferente em Um Casamente Conveniente, que ao mesmo tempo em que me fez rir e suspirar, também me fez verter algumas lágrimas.

É impossível olhar para o duque de Ashbury, sendo fantasiosa claro, e não ver quanto sofrimento ele tem guardado depois de tantos anos lutando por um país que agora, o julga e/ou vira a cara pelo simples fato de ter ficado com uma cicatriz medonha na face. O que só nos mostra o quanto as pessoas são mesquinhas e insensíveis. E é claro que agora, estou generalizando o fato. E é por esse motivo que temos um protagonista totalmente arrogante, uma máscara escondendo todo o bom coração que ele ainda possui.

Sendo este o quesito causador de mais um romance clichê, onde para todos os princípios, o amor é cego. E sabe, acredito nessa frase, e em casos assim, como neste enredo, ela só nos prova o quanto é real. E que não importa o que a sociedade pensa da aparência de alguém, quando você for amado de verdade, isso será um mero detalhe.

“O querido está nos olhos de quem vê. – Emma já estava um pouco ofegante quando pegou a peteca no chão. – Se eu quiser transformá-lo no meu querido, não existe nada que você possa fazer.”

página 64.

Entretanto, não só o duque de Ashbury ganhou meu coração, mas Emma é uma protagonista excelente. Sua primeira cena, exigindo o pagamento por dias perdidos de seu trabalho, me ganhou por completo. Sua inocência e sua paixão em tudo o que faz, foram só complementos. E é claro, ela é forte, e livros com protagonistas fortes, não precisam de muito mais para encantar, não é mesmo?

Contudo, nesta história, vamos nos encantar com praticamente todos os acontecimentos. Até mesmo a parte em que dá vontade de socar o casal e implorar que fiquem juntos de uma vez, Além disso, as amigas de Emma também vão roubar um pouquinho a cena por aqui, e elas são hilárias, além de que, até uma cabra teremos na história.

Então é claro. Se você gosta de romance de época. com todas essas características, e aquela pitadinha de um bom hot, não deixe de ler essa série, que sim, pode ser lida fora de ordem, no entanto, cada livro vai nos contar a história de uma das amigas do ciclo da Emma, e ler fora de ordem talvez você perca alguns acontecimentos, já que eles se passam de forma cronológica.

UM CASAMENTO CONVENIENTE

Autor: Tessa Dare

Tradução: A C Reis

Editora: Gutenberg

Ano de publicação: 2019

Com metade do rosto marcado e desfigurado pela guerra, não foi só a aparência do Duque de Ashbury que sofreu mudanças: a rejeição e o olhar de desprezo das pessoas mutilaram também o seu interior. E, já que precisa viver às sombras da sociedade, ele decide que passará seus dias perambulando por Londres durante a noite para assustar todos que cruzarem seu caminho.
Mas o tempo passa, e em posse de um grande título, o duque sabe que precisará cumprir o dever de conseguir um herdeiro para seu ducado. Para isso, só existe uma regra: encontrar uma mulher que aceite um casamento de conveniência, lhe dê um herdeiro e desapareça de sua vida.
Quando Emma Gladstone, uma costureira, aparece na casa de Ashbury para exigir o pagamento de uma dívida, ele vê ali uma grande oportunidade de acordo e lhe faz a proposta de casamento. Mas o duque deixa claro que, assim que Emma engravidar, ela deverá partir para o interior e sumir para sempre.
Ele precisa de um herdeiro. Ela precisa de um bom casamento. Os dois estão dispostos a tudo, desde que não envolva seus corações. Mas será que o amor cabe nas entrelinhas de um contrato?

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros