Um Novo Capítulo Para o Amor é o novo livro da autora Jenny Colgan, publicado em 2021, pertencente à coleção “Romances de Hoje” da Editora Arqueiro.

Sobre o Livro

Zoe é mãe solteira de Hari, um garotinho de 4 anos, e não recebe muitos auxílios do pai da criança. Além da preocupação com seu filho que, apesar da idade, ainda não fala, ela também precisa lidar com a situação financeira, a qual não é das melhores. Diante do aumento do aluguel de seu apartamento em Londres, a situação parece cada vez pior e Zoe não sabe o que fazer.

Através da tia paterna de Hari, Zoe consegue uma oportunidade de emprego em um livraria móvel na Escócia e não precisará se preocupar com moradia, visto que se mudará para uma casa onde será a au pair.

Isso parecia perfeito e tudo que ela e seu filho precisavam. Porém, ao chegar em seu novo lar, ela se depara com um ambiente nada receptivo, três crianças malcriadas e seu chefe, Ramsay Urquart, pai das crianças, quase nunca está por perto e quando está mostra-se irritável.

“Era justamente quando as pessoas baixavam a guarda, quando sentiam que as coisas estavam ficando um pouquinho melhores, que tudo começava a desandar”.

Dessa forma, Zoe acredita que talvez não tenha tomado a melhor decisão, mas Hari fez seu primeiro amigo e foi principalmente pensando nele que ela se mudou para lá. Assim, ela começa a tentar lidar com e melhorar a situação da sua forma, o máximo que conseguir.


Minha Opinião

Alguns personagens de “A Pequena Livraria dos Sonhos”, da mesma autora, aparecem nesse livro, entretanto ele não é uma continuação do mesmo, sendo o foco dessa história a protagonista Zoe. Eu mesma não li esse outro título e consegui compreender bem a história. Contudo, há detalhes que acredito serem spoilers.

Esse foi meu primeiro contato com a escrita de Jenny Colgan, e encontrei uma narrativa que me agradou muito, onde a autora desenvolve, descreve e aprofunda a história e que ao mesmo tempo se mostrou é fácil de ler, e também muito fluída.

Os acontecimentos que a protagonista está envolvida, como o local onde está morando além de outras situações são bastante inusitadas e dão um toque de bom humor da história e, apesar de muitos acontecimentos que são desencadeados disso poderem ser engraçados, eles não funcionaram tão bem pra mim, quase não me fazendo rir.

Eu gostei muito da protagonista, mesmo não concordando com algumas atitudes dela em relação as crianças da casa, mas apesar disso, acabei mudando um pouco a minha visão sobre partes dessas decisões, principalmente porque elas acabaram tendo resultado positivos.

A partir disso que houve a evolução das crianças, a qual acontece aos poucos, em um tempo que condiz com a realidade, e dessa maneira a forma que a autora desenvolveu esse aspecto gerou um caminho para as mudanças bem construído e um resultado com momentos muito fofos.

O romance da história também me arrancou alguns sorrisos, entretanto ele começa muito, muito perto do final e o que teve de desenvolvimento na relação de Zoe com as crianças, faltou no relacionamento amoroso dela, onde não houve praticamente algum.

A autora até constrói uma amizade entre eles, mas esqueceu de construir a atração, o sentimento, a relação amorosa, tudo. Achei fofo as cenas que aconteceram pela forma da autora descrever, mas pelo casal em si não. Sendo muito abrupto, não há como torcer por eles e também não houve espaço para todos os sentimentos que um livro de romance pode despertar no leitor.

“Quando você lê, as portas se abrem. Todo o resto é só um colorido a mais.”

Chegou um ponto da leitura que comecei a me perguntar se realmente haveria romance na história em razão do quão avançada eu estava na leitura e não havia nem um mínimo sinal disso. Consequentemente comecei a temer que o mesmo seria mal desenvolvido e foi exatamente isso que aconteceu.

Apesar de eu ter gostado da relação da Zoe com as crianças, infelizmente a história, de um modo geral, não estava sendo muito interessante para mim e eu poderia ter facilmente abandonado. Apesar disso, eu não custei a terminar em razão de ter sido uma leitura realmente muito fácil, mesmo que eu não estivesse atraída pelos acontecimentos. Entretanto, isso é algo completamente pessoal, e outras pessoas podem sim se entreter com o enredo.

Um Novo Capítulo Para o Amor não foi uma experiência positiva para mim, mas por ter gostado da narrativa da Jenny Colgan pretendo ler algum outro livro dela. Acredito que para quem leu alguma outra obra da autora e gostou, principalmente “A Pequena Livraria Dos Sonhos” essa história pode ser uma boa pedida.

UM NOVO CAPÍTULO PARA O AMOR

Autor: Jenny Colgan

Tradução: Thalita Uba

Editora: Arqueiro

Ano de publicação: 2021

Zoe é uma mãe solteira que corta um verdadeiro dobrado para sustentar a si mesma e a seu filhinho de 4 anos, Hari. Quando o valor do aluguel de seu apartamento em Londres se torna exorbitante, Zoe fica sem saber o que fazer. Então, a tia do menino sugere que ela se mude para a Escócia para ajudar a gerenciar uma pequena livraria. Sair de uma cidade em que se sente tão solitária para morar num vilarejo acolhedor nas Terras Altas pode ser a mudança de que Zoe e Hari tanto precisam. No entanto, ao descobrir que seu novo chefe, o temperamental livreiro Ramsay Urquart, é um poço de hostilidade, e que os filhos dele são mais do que malcriados, Zoe se pergunta se tomou a decisão certa. Só que o pequeno Hari encontrou seu primeiro amigo de verdade. Além disso, ninguém resiste à beleza do lago Ness brilhando ao sol de verão. Sem falar que é em lugares assim que os sonhos começam…

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros