Miniaturista é um romance da autora Jessie Burton, publicado em 2014 pela editora Intrínseca.

Sobre o livro

Em uma fria Amsterdam em 1686, Nella Oortman não compreende como, mas acaba de se casar. Tudo o que ela sabe é que sua família estava praticamente na miséria depois do falecimento de seu pai, e que seu marido é um comerciante muito rico, portanto um excelente casamento por conveniência. Para ela, pois ela não entende como isso seria bom para Johannes Brandt, pois já se passou muito desde união e ele nem se quer encostou nela.

Tudo o que ela tem em sua nova mansão é seu periquito. Sua cunhada não gosta dela e aparentemente nem a sua empregada. Nella está completamente desemparada. Mas, as coisas começam a mudar quando ela ganha de presente de casamento do marido, sua própria casa em miniatura. E agora, sua função é mobiliá-la e assim passar seus dias tão entediantes.

“Mulheres não constroem nada, muito menos seu destino”, pensa. Todos os destinos estão nas mãos de Deus, ainda mais dos das mulheres, depois de passarem pelas mãos do marido e pelas dores e complicações do parto.”

Contudo, essa atividade que de início era um tanto quanto mórbida, e não era mais que um simples passa tempo, vai se tornando assustadora quando as peças começam a chegar perfeitamente iguais aos modelos reais sem que ela tenha solicitado.


Minha opinião

De início você não entende aonde o livro quer chegar, pois tem uma escrita um pouco arrastada e as coisas não fazem muito sentido. Portanto, se você for esperando grandes acontecimentos, pare agora e volte a ler com olhos críticos, e te garanto, este livro vai se tornar uma excelente obra de arte.

Com um enredo voltado para o século XVII, a autora não deixa nenhum detalhe de costumes e crenças passarem batido. Somos capazes de perceber como uma mulher era vista na sociedade da época, feita apenas para obedecer e procriar. Uma época em que a escravidão ainda existia e os negros eram vistos com maus olhos. Um tempo em que se devia obediência à igreja e que homossexuais eram tidos como pecadores.

Miniaturista não tem uma grande história, começa com uma narrativa enfadonha e vai se tornando aos poucos um mistério com bastante intriga familiar. E quando acontece essa virada de jogo, fica quase impossível largar a leitura. Se imaginar em uma sociedade tão preconceituosa, e fazer a analogia com a atualidade e perceber que muita coisa continua igual, é apavorante.

“ – O que isso significa, aliás?- pergunta ele.- O Homem Toma Por Brinquedo Tudo o Que Vê?”
– Significa que achamos que somos gigantes, mas não somos.”

Em SOBRE O LIVRO está tudo o que você precisa saber sobre a história, mais que isso com certeza estragaria sua experiência de leitura. O interessante aqui é entender o que a autora quis nos mostrar com essa obra, que ao meu ver, foi impecável. Além de trazer personagens únicos e bastante característicos, Miniaturista vai te trazer todo tipo de emoções.

Este é um livro recheado de críticas sociais, excelente para promover debates, não só em salas de aulas, mas com certeza em uma roda de amigos também. É uma pena que ele não tem a hype que merece, pois hoje o que vemos como problemas, antigamente era realidade.

O BURACO DA AGULHA

Autor: Jessia Burton

Tradução: Rachel Agavino

Editora: Intrínseca

Ano de publicação: 2014

No outono muito frio de 1686, Nella Oortman, de 18 anos, chega em Amsterdã para começar uma nova vida como esposa do ilustre comerciante Johannes Brandt. Mas sua nova casa, apesar de esplendorosa, não é acolhedora. Johannes é gentil, porém distante; sempre trancado em seu escritório ou no depósito onde guarda seus produtos, deixa Nella sozinha com a irmã dele, a maliciosa e ameaçadora Marin. A jovem não consegue se aproximar do marido e parece que o casamento nunca será consumado. Mas o mundo de Nella muda quando Johannes lhe dá um extraordinário presente de casamento: uma réplica da casa deles em miniatura. A maquete é exatamente como a casa em que moram, com os mesmos quadros, tapeçarias e objetos de arte. Para mobiliar a casinha, Nella contrata os serviços de um miniaturista — um artista furtivo e enigmático, cujas criações são cópias perfeitas dos móveis e objetos da casa. O artesão envia a Nella itens finamente talhados, alguns que nem sequer foram requisitados, e bonecos que repetem e algumas vezes predizem os acontecimentos da cada vez mais estranha vida de Nella na casa. O presente de Johannes ajuda a esposa a compreender o mundo da família Brandt, mas, à medida que ela descobre seus segredos, começa a temer os perigos crescentes que os cercam. Nessa sociedade religiosa e repressiva, em que o ouro só é menos venerado que Deus, ser diferente é uma ameaça às morais e nem um homem como Johannes está livre. Apenas uma pessoa parece capaz de enxergar o futuro que os aguarda. Seria o miniaturista a senha para a salvação ou o arquiteto da destruição?

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros