A Ridícula Ideia de Nunca Mais te Ver é um lançamento de 2019 da editora Todavia. É da autora espanhola contemporânea Rosa Montero.

Sobre o Livro

Pouco tempo após perder o próprio companheiro, com quem viveu por mais de 20 anos, Rosa Montero se depara com o diário de Marie Curie, onde ela trata com detalhes, entre outras coisas, seu próprio processo de luto, ao perder o marido, Pierre.

“A verdadeira dor é indizível”.

É através dessa coincidência que a autora constrói sua narrativa, misturando reflexões sobre dor, luto, relato em primeira pessoa e recontando trechos do diário da cientista, alguns dos quais são incluídos no apêndice do livro.


Minha Opinião

A narrativa que Montero cria aqui é, honestamente, um dos formatos mais inovadores e diferentes que já vi. Foi até difícil classifica-lo, pois há margem para ficarmos na dúvida sobre o que é reflexão de teor filosófico, o que é biográfico, o que é relato histórico e, principalmente, onde começam as suas emoções e onde termina a reconstrução das emoções de Marie Curie.

Até a edição é diferente do que estamos acostumados. Vemos muitas fotos, mais do que o normal, e o uso de alguns termos com #, só para citar alguns exemplos das formas pelas quais ela inova ao construir essa obra.

“Mas a magia também funciona porque, quando o sofrimento nos alquebra, a arte consegue transformar essa ferida feia e suja numa coisa bela”.

Mas é graças a essa mistura brilhante, feita a partir de uma tentativa de reelaborar a sua perda através da leitura dos diários da cientista, que incluem fortemente o relato da sua própria perda, que temos diante de nós um livro tão bom. Ele é igualmente belo e doloroso, lírico e objetivo, forte e delicado.

No final das contas, Rosa Montero parece falar relativamente pouco de Pablo, o homem que perdeu. Mas está tudo lá, nas entrelinhas, comparações e devaneios. E é justamente nas entrelinhas que a autora nos toca mais profundamente.

“O mais importante dos bons romances reside nas elipses, no ar que circula entre os personagens, nas frases menores. Por isso, acho que não posso dizer mais nada sobre Pablo: seu lugar está no centro do silêncio”.

Talvez, por ser um livro tão diferente, não seja o tipo de leitura que vai necessariamente agradar qualquer leitor. Para os que tiverem espaço em seu coração para uma leitura diferente do padrão, no entanto, a autora reserva uma experiência de leitura única.

A RIDÍCULA IDEIA DE NUNCA MAIS TE VER

Autor: Rosa Montero

Tradução: Mariana Sanchez

Editora: Todavia

Ano de publicação: 2019

Quando Rosa Montero leu o impressionante diário (incluído como apêndice neste livro) que Marie Curie escreveu após a morte de seu marido, ela sentiu que a história dessa mulher fascinante guardava uma triste sintonia com a sua própria: Pablo Lizcano, seu companheiro durante 21 anos, morrera havia pouco depois de enfrentar um câncer. As consequências dessa perda geraram este livro vertiginoso e tocante a respeito da morte, mas sobretudo dos laços que nos unem ao extremo da vida.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros