Depois da morte de um dos colegas de uma das escolas mais elitistas da Espanha, o assassino ainda não foi encontrado pela polícia e as coisas estão ainda piores: agora um dos alunos está desaparecido.

Mantendo o mesmo ritmo que a primeira temporada, acompanhamos dois momentos de narrativa: a busca por um dos estudantes desaparecido e toda história para chegar até o desaparecimento dele.

O ritmo continua muito bom mas começa a ser cansativo e repetitivo por que se repete os mesmos elementos. Eles estão sempre em festas, consumindo drogas e tendo relações sexuais constantemente. E desta vez as coisas são mais rápidas. Os relacionamentos são forçados e nada bem construídos.

Tem coisas que poderiam melhorar para tornar a série mais séria. Acaba nos trazendo uma sensação de ser algo bobo e simples. Há novos personagens que entram de uma forma estranha e desconexa. Mas logo eles acabam tomando forma e fazendo parte da história em momentos importantes.

Particularmente eu detestei a caracterização que deram para os alunos da série, mas realmente o suspense consegue nos prender até o final. Mesmo assim, o final já termina com algo um pouco forçado para ter mais uma temporada. Espero que pelo menos a terceira temporada tenha um ritmo melhor e com elementos diferentes e não a mesma repetição de coisas que já vimos em 16 episódios atrás.

ELITE (2° TEMPORADA)

Diretor: Carlos Montero,Darío Madrona.

Elenco: María Pedraza, Miguel Herrán, Jaime Lorente.

Ano de lançamento: 2019

Para tentar descobrir a verdade sobre a morte de Marina (María Pedraza), Samuel (Itzan Escamilla) tenta seduzir Carla (Ester Expósito). Cayetana (Georgina Amóros) pode ter seu segredo revelado pela mãe. Segredos finalmente vêm à tona e a verdade sobre o misterioso desaparecimento de Samuel é esclarecido.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros