Para Continuar é do autor nacional Felipe Colbert e foi publicado pela editora Novo Conceito.

2015-10-06-20.15.38

Sobre o livro

Para Continuar vai contar a história de Leonardo, um garoto de 20 anos, com cardiomiopatia, que em suas viagens de trem até a faculdade sempre avista uma garota oriental que chama sua atenção. Mas, Leo é tímido e seu problema de coração não ajuda em nada, pois lhe causa várias limitações e inseguranças. Dessa vez porém, ele cria coragem e vai atrás da garota, para descobrir quem ela é e para onde vai.

Ayako Miyake já tinha reparado no jovem que sempre a encarava durante o trajeto, mas nunca tinha retribuído mais do que um olhar ou outro. Ela mora com seu avô e um irmão de criação em cima da loja de luminárias que está na família a anos. Com a morte dos pais de Ayako, sua criação e a herança sobre o segredo que se esconde em baixo dessa loja foi passada para ela por seu avô.

Porém agora, com a aproximação de Leonardo e o conflito que se molda dentro do que lhe resta da família, a tradição familiar que sempre se manteve oculta do mundo, corre grandes riscos. E para manter essa chama acesa, talvez ela tenha que escolher entre esse segredo e o amor.


Capa e edição

Eu pedi esse livro só pela capa, pois achei muito bonita com o uso das luminárias. Por dentro, mantém-se o padrão Novo conceito, com uma boa diagramação e espaçamento de texto, além dos elementos gráficos que ilustram cada início de capítulo, dando aquele toque delicado às páginas.

O mais bacana é que a editora mandou o livro autografado <3 e eu que sou muito pateta, só reparei nisso depois que inclusive já tinha lido toda a história, pois pulei as páginas de apresentação e fui direto para o primeiro capítulo.

As narrativas vão variar entre os dois protagonistas e isso dá ao leitor a possibilidade de ver a história por dois pontos de vista diferentes e ao longo da história ir torcendo para que as coisas aconteçam para cada um deles, enquanto espera para ver o que o outro está pensando.

2015-10-06-20.07.10


Minha opinião

Eu tinha bastante curiosidade em conhecer a escrita do autor, pois o mesmo já teve o romance Belleville publicado, também pela Novo Conceito, em 2014. E eu adoro aquela capa, então me interessei por ler, mas nunca tive a oportunidade. Quando vi o novo lançamento e logo me apaixonei pela capa novamente, resolvi não deixar passar.

Achei o início da história bastante interessante e fiquei esperando por uma bela história de amor envolvendo uma doença, porém me surpreendi quando descobri que o livro ia explorar um elemento mais “fantástico” com o segredo mantido pela protagonista. Fiquei empolgada em seguir a leitura e descobrir mais.

Achei que a história seguiu por um rumo que não era o mais interessante. Os conflitos trazidos pelo personagem Ho são vazios e parecem ter sido inseridos na história de forma bem rasa, deixando o elemento diferencial da narrativa, e exatamente o que tinha me chamado a atenção, de lado.

Fiquei esperando que algo logo acontecesse para que pudessemos voltar ao que realmente era interessante e não aconteceu. Vi as páginas chegando ao fim e um plot que tinha tudo para trazer uma história mágica, simplesmente desaparecendo no meio da boa, porém velha e clichê, história de ciúmes.

Confesso que, nas últimas 20 páginas, tomei um susto e achei por um segundo que a história fosse fugir do normal e ter um final devastador. Mas vi novamente o autor optando pela segurança de apenas enganar o leitor por alguns momentos achando que algo ruim tinha acontecido e depois retornar a calmaria. Por esses motivos acabei dando ao livro de Felipe Colbert apenas 3 estrelas e digo-lhes que fiquei bem triste por isso, pois na minha cabeça, tenho certeza que essa história tinha um potencial imenso a ser desenvolvido se tivesse seguido por outro caminho, e quem sabe até, explorado mais a fundo a cultura oriental e toda a sua representatividade.

O que eu achei interessante foi que temos um tipo diferente de “doença”, deixando o tradicional câncer de lado e explorando uma das faces das doenças cardíacas, que são tão importantes quanto. Consegui visualizar a família de Leonardo, sua ações e toda as decisões que tomaram em relação a condição do filho e, mesmo ele sendo um pouco hostil em alguns momentos, em outros demonstra compreensão ao entender o lado dos pais.

Para Continuar é um livro leve e com um final bonitinho, que pode te fazer sorrir ou chorar, dependendo do seu grau emocional e que vai trazer a mistura de uma história comum, com algo muito além do imaginável.

PARA CONTINUAR

Autor: Felipe Colbert

Editora: Novo Conceito

Ano de publicação: 2015

Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso.
Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade. A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento.
O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros