Sangue Real é uma publicação de 2018 do autor nacional Duílio Souza, pela Luva Editora.

SOBRE O LIVRO

Um grupo de assaltantes invadem uma rica propriedade em busca de algo que somente o seu líder, o misterioso Bispo, sabe o que é. Porém, nem tudo sai como planejado e durante o assalto um a um eles começam a ser atacados por algo inexplicável. Agora, mais do que conseguir o que Bispo quer, o grupo precisará sobreviver ao que os está caçando.

Anos antes, porém, acompanhamos a história de Tico, um garoto negro que vive na favela e ouve todo o dia que o crime não compensa. Porém, tendo alguém muito próximo de seu pai que comanda o tráfico no morro, seu destino pode não estar somente em suas mãos.


MINHA OPINIÃO

Quando eu entrei em contato com a sinopse do livro pela primeira vez, certamente esperava algo diferente do que encontrei aqui. Da premissa de que algo estranho aconteceria no meio da situação de crime, imaginei que teríamos uma história que trabalharia coisas “sobrenaturais” de forma mais forte em sua trama, mas não.

Dando as dicas em momentos específicos, a história acaba sendo muito mais um suspense policial com altas perseguições e cercos do que qualquer outra coisa.

Durante a narrativa somos apresentados a dois pontos de vista que também acontecem em momentos diferentes, sendo passado e presente com o assalto. No passado então, conhecemos Tico, um garoto que precisará passar por muitas coisas antes de encontrar o seu caminho e, durante toda essa parte, fiquei me perguntando onde é que a trama iria se unir para conectar ambos as linhas temporais.

Esse fato acaba acontecendo bem ao fim do livro e, mesmo que tenhamos algumas dicas do que realmente está acontecendo e já seja possível fazer suposições, é bacana ver tudo desvelado e conectado próximo do desfecho da história, aproveitando para justificar uma série de situações que passamos ao longo do livro.

Ainda sobre o final, que envolve toda a explicação sobre o que é que está acontecendo na história e qual o fator “estranho” dentro do livro, eu tenho algumas considerações. Primeiro que, mesmo o livro sendo acelerado e mantendo um ritmo muito cadenciado de leitura, o fim chega pisando no acelerador, e pode surtir diversas reações no leitor.

Para quem for se apegar a isso e gosta de explicações bem construídas e totalmente explicadas, vai haver desgosto, mas pra quem não se prende tanto a isso, especialmente porque não estamos lidando com algo muito fora do que já vimos trabalhados em outras histórias em termos de mitologia, é possível que a impressão seja de confusão momentânea, como foi o meu caso, seguida de uma aceitação razoável dos acontecimentos. Numa mistura de não sei se aceitei ou relevei. Porém, para quem pode ter matado super antes ou curte particularmente o tópico trabalhado, pode ser uma experiência bacana em totalidade.


Em contra partida preciso mencionar duas coisas que não curti tanto: a primeira delas diz respeito à capa. Por termos uma história bacana aqui, senti falta de uma capa mais legal que chamasse a atenção para o livro em si, ao invés da atual, que me parece bastante genérica.

E, em se tratando da história, e de mim enquanto leitora, é necessário falar sobre o romance. Achei bastante forçado e efêmero. Os personagens se viam, não tinham nada em comum, mas logo se apaixonavam e falavam em casamento e logo tudo se quebrava. Felizmente, mesmo aparecendo em vários momentos da história, não toma tanto espaço e não chega a estragar a experiência de leitura para quem, assim como eu, pode não curtir tanto assim esse tipo de coisa.

Mas, de forma geral, achei bem interessante toda a história, que se passa em Minas Gerais e, principalmente o ritmo rápido como o autor conduz cada uma das narrativas mudando de uma a outra sem que a quebra reverbere de forme negativa no leitor, pois ambos os relatos são interessantes.

Então pra quem curte esse estilo de história, fica ai a dica nacional de autor iniciante, que vale a pena conferir! (e tá rolando sorteio no canal até o fim de fevereiro, só acessar o link na descrição do vídeo)

SANGUE REAL

Autor: Duílio Souza

Editora: Luva Editora

Ano de publicação: 2018

Em SANGUE REAL, Duílio Souza nos leva a uma caçada pelo interior de Minas Gerais: de um lado, o Bispo, um fora da lei que luta por algo muito mais valioso do que dinheiro. Do outro, Miguel, um detetive atormentado, em uma busca obsessiva pela irmã desaparecida. É possível que um assalto dê muito errado mesmo sendo bem sucedido? A quadrilha liderada pelo “Bispo” descobriu da pior maneira que sim, e agora precisam lutar pela sobrevivência, enquanto o homem que seguem tem seus próprios objetivos. Os destinos desses personagens estão traçados, e o choque é inevitável. O que nenhum deles imagina é que em meio ao seu conflito particular, uma batalha muito maior se desenrola, onde Vampiros e Lobisomens se enfrentam em um embate mortal. A única certeza? Nessa guerra os humanos jamais estarão seguros.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros