Desde muito cedo nós entramos em contato com músicas e danças no cinema. Seja por meio de maravilhosos desenhos da Disney, da Pixar, da DreamWorks ou até mesmo por filmes como High School Musical, Camp Rock e Se Ela Dança Eu Danço, nós nos envolvemos com a música, com a dança e até mesmo arriscamos copiar coreografias e dançar.

E por isso tivemos uma grata surpresa nesse ano de 2020 quando a plataforma de streaming Netflix trouxe “Feel The Beat” para dentro de nossas casas, com a promessa de nos fazer querer mexer os esqueletos.

O filme inicialmente é vendido como uma comédia romântica adolescente que segue muito o ritmo de outras histórias que já vimos por ai. Temos uma protagonista durona interpretada por Sofia Carson (Descendentes), uma jovem dançarina que passou por muita coisa para estar onde está, mas por conta de atitudes erradas é expulsa da Broadway e precisara se desligar um pouco da sua realidade atual para reencontrar quem um dia foi. Sim, é muito parecido com Hannah Montana: O Filme, mas mantém sua originalidade o que é uma grata surpresa também.

Temos, claro na história, um par romântico, Nick, que é protagonizado por Wolfgang Novogratz (Nosso Ultimo Verão) tendo o mesmo roteiro a qual nós já estamos acostumados nos clichês adolescentes, eles se odeiam, se amam, se odeiam novamente e no final … você já sabe, certo?

Porém, o que se destaca bastante aqui é: temos uma protagonista que vem toda megera para o lugar onde já a conheciam, mas que ao caminhar com essas pessoas novamente, vivendo um vida mais simples e até mesmo mais humana, muda um pouco sua perspectiva sobre si e sobre o que deseja.

A diretora Elissa Down (Sei Que Vou te Amar) organizou muito bem o filme que poderia ser uma grande bagunça adolescente, ou só mais um clichê que não chamaria nenhuma atenção. Ela, na verdade, junto dos roteiristas e da equipe, acaba apresentando uma história com bom humor que trabalha muito bem o drama de forma bem responsável e sensível, e é claro a que atuação de pessoas como Lidya Jewett (Estrelas Além do Tempo), Drew Davis (Big Top Academy) e Kai Zen fizeram grande diferença nesse filme.

Os personagens trabalham muito bem juntos e nos entregam uma história completa. Temos música, temos dança, temos drama, temos diversão e temos a realidade como as vezes é: uma gigantesca caminhada de reconstrução e desconstrução de quem se é. Sim, o filme também tem sua carga reflexiva e partes específicas que vão mexer com os nossos corações.

Mas, temos que lembrar que estamos falando de um clichê adolescente, ou seja, a história não nos entrega nada a mais do que já estava previsto desde o início, para telespectadores mais experientes pode ser uma decepção. Não possui chocantes reviravoltas ou grandes surpresas, mas confesso que ganhou muitos pontos na minha consideração pelas danças, pela música e a competição (que convenhamos, já estava ganha).

Feel The Beat então pode até mesmo parecer não ser nada além do que uma história romântica para adolescentes, mas garanto que além da previsibilidade do enredo e até mesmo do final, merece uma chance. Se você estiver bem disposto a embarcar nessa, pode encontrar uma história divertida, animada que também irá te mostrar pessoas dançando e cantando por ai.

Feel The Beat tem tudo para conquistar uma legião de fãs e você tem que assistir para saber se vai fazer parte deles.

FEEL THE BEAT

Diretor: Elissa Down

Elenco: Sofia Carson, Wolfgang Nocogratz, Drew Davis, Kai Zen, Dennis Andres, Lidya Jewett, Brandon Godman e mais

Ano de lançamento: 2020

Em Feel the Beat, April (Sofia Carson) é uma dançarina que não consegue seu sucesso na Broadway e decide retornar à sua pequena cidade natal. Relutantemente, ela é recrutada para um grupo de jovens dançarinos desajustados para uma grande competição.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros