Exibido entre setembro e novembro de 2020 pela emissora JTBC, 18 Again é um drama sul-coreano inspirado pelo filme “17 Outra Vez”, de Jason Filardi e que possui no elenco nomes como Lee Do-hyun , Ha-Neul Kim, Yoon Sang Hyun e Han So-eun. No Brasil, o drama é transmitido pelo serviço de streaming Viki. 

18 Again gira em torno da vida de Hong Dae Young, que há 20 anos é casado com Jung Da Jung, sua paixão da época do ensino médio e com quem ele se casou logo após os dois descobrirem uma gravidez inesperada que deu à luz aos filhos gêmeos do casal.

Promessa do basquete quando jovem, Hong Dae Young abriu mão de seu caminho no esporte para dedicar-se a trabalhos de meio período para sustentar a família, assim como Jung Da-Jung precisou abandonar o sonho de ser repórter para cuidar da casa e trabalhar pelos filhos. Jovens demais e com muitas responsabilidades, o amor dos dois foi se desgastando com o passar do tempo e 20 anos depois a situação do casal está sob um risco eminente de colapsar de vez. Após sucessivas brigas, Da-Jung pede o divórcio e Dae-Young fica inconformado com o quanto a vida dos dois saiu tanto dos trilhos.

Em um ânimo de desespero e após um estranho encontro com um senhor misterioso na rua, ele volta para a antiga escola em que os dois estudaram quando jovens e na sua antiga quadra de basquete, deseja que ele possa voltar aos 18 anos para poder mudar completamente o rumo de sua vida. Para a sua surpresa, algo incompreensível faz seu desejo ser atendido: Dae-Young volta da quadra de basquete com a aparência de quem ele era aos 18 anos, mas com a mentalidade do seu eu adulto e pai de família. Sem compreender como isso aconteceu e sem poder explicar para os filhos e para a ex-esposa, seu único recurso é se passar por um estudante do colegial para poder ficar de olho na sua família

De início, ter a juventude de volta parece ser tudo que Dae-Young precisa para solucionar seus problemas, mas a distância da família e o fato de que precisa mentir para eles enquanto os observa de longe e interpretando o papel de um estranho o fazem questionar se essa foi realmente a decisão acertada e se de fato a sua vida anterior era tão ruim quanto o que ele achava.

Cuidando dos filhos sob o disfarce de aluno, ele descobre a situação de bullying que o filho enfrentava no colégio, a pressão que a filha passava para conquistar seu próprio dinheiro e investir num sonho e, por tabela, observa a vida da ex-esposa entrar em uma nova fase: Da-Jung finalmente consegue um emprego como repórter em uma grande rede de TV, mas sua idade é um impedimento em um mercado de trabalho ainda tão marcado pelo machismo. Com tantas mudanças e descobertas que Dae-Young só pôde descobrir quando olhou para a situação de um novo ângulo, o protagonista vai perceber tarde demais que talvez tenha feito o desejo errado e vai precisar lidar com as consequências de seu erro enquanto tenta escondê-lo daqueles que ama. 


Surpreendente é a melhor palavra para descrever “18 Again”. De trama inicialmente linear, uma vez que o drama tem uma direta inspiração num filme hollywoodiano de mesma proposta, o drama consegue em poucos episódios ir além do prometido ao apresentar uma história tão delicada, emocionante e encantadora sobre família, amor e o que significa sucesso e fracasso. Mesclando as cenas do presente com os flashbacks do passado, o drama consegue de forma excepcional traçar comentários muito contundentes sobre os infortúnios da vida adulta, os sonhos que nunca se realizam e ainda reserva espaço para mostrar que mesmo em meio a situações que não saíram conforme o esperado, a união em prol de um propósito maior é capaz de manter as pessoas unidas.

Apesar de saber transmitir mensagens bonitas, o drama não hesita em mostrar o quanto as jornadas podem ser difíceis e nem sempre só a determinação e o amor conseguem manter tudo no lugar: o divórcio de Dae-Young e Da Jung acontece logo nos primeiros momentos do drama e ao mesmo tempo que lamentamos pelos conflitos, conseguimos entender que talvez essa era a melhor decisão a se tomar para um relacionamento que guardava tantas frustrações acumuladas desde a juventude. 

18 Again aborda ainda vários temas importantes, perpassando por problemáticas de cunho muito contemporâneo, o tópico que talvez ganhe destaque logo de início é a gravidez na adolescência. Tópico novo em dramas de alcance popular como esse, o drama aborda a temática com extrema delicadeza, ressaltando as possibilidades que o jovem casal tinha – na Coréia do Sul, o aborto é um procedimento legalizado – e também a decisão difícil, mas mutuamente tomada entre eles de continuar com a gravidez em nome do amor que sentiam um pelo outro e pelos filhos que teriam. Tema ainda muito tabu no país, o fato de que o drama faz com que os dois se unam sem um casamento formal os mostra ainda tão jovens já lidando com duas crianças pequenas é um grande feito narrativo e que foi tratado de forma excepcional. O espectador não é apresentado nem a algo romantizado e nem a algo completamente pessimista: vemos as múltiplas possibilidades de sentimentos e desafios que um casal jovem pode enfrentar quando têm filhos muito novos.

Da Jung, como uma mãe de gêmeos que dedicava-se à vida doméstica, mostra a pressão da solidão e do julgamento social em relação à mulher, bem como Dae-Young apresenta o difícil processo de garantir que a família tenha o que comer e onde morar quando se é um trabalhador informal. A família passa por maus bocados e esse aspecto mais dramático é apresentado tal como é: um período difícil, solitário e recheado de culpa por todos os lados. Mas é também mostrado ao espectador as boas novas: um dia de brincadeira em família, os primeiros passos de um dos bebês, uma ligação no meio do expediente para avisar que a filha disse “papai” pela primeira vez, uma comemoração de aniversário simples, mas na qual todos estão juntos… É de fato uma apresentação muito real de uma família que por 20 anos lidou com muitas situações negativas, mas que apesar de todos os pesares, tinha também muito amor.

Outro tema igualmente abordado de forma muito atenciosa é o machismo em ambientes de trabalho. Da Jung sempre teve o sonho de ser repórter e viu seu sonho ser colocado em pausa quando engravidou ainda antes do final do Ensino Médio. Nunca desistindo de tentar, ela consegue quase aos 40 anos um emprego numa grande rede de TV graças a uma audição às cegas promovida por um programa. Selecionada entre colegas muito mais novos do que ela, Da Jung enfrenta diferentes desafios: colegas mal intencionados, boatos e mentiras sendo espelhados na mídia para diminuí-la, muitos deles de cunho machista que criticavam a sua idade, o fato de ela já ser mãe e também o recente divórcio. É uma abordagem muito vívida do que ainda é uma infeliz realidade em ambientes de trabalho, principalmente quando mulheres são colocadas diante de câmeras e precisam falar para grandes públicos e o drama assume uma posição muito bem colocada na narração desse assunto.

No âmbito da discussão escolar, Dae-Young apresenta de forma muito contundente a jornada de um pai tentando reparar aquilo em que ele acredita ter falhado: sua cabeça sempre tão estressada com o trabalho deixou passar o grande sonho do filho de ser jogador de basquete e também o fato de que o filho sofria bullying dentro da escola. Agora como colega de classe, Dae-Young tem a oportunidade de fazer com que o filho se abra sobre seus sentimentos e também passa a perceber aquilo que ele deixou de notar no crescimento de sua filha. A menina sempre foi um pouco mais ríspida com o pai devido ao medo constante de que ele os abandonasse e agora, consciente de que poderia ter sido uma figura menos distante e menos preocupada apenas com o aspecto financeiro, Dae-Young vai tentar dar todo o suporte que os filhos sempre quiseram dele e que ele demorou tempo demais para fornecer de forma mais direta. 

Apesar dos plots de núcleo dramático, 18 Again também tem ótimas cenas de humor, momentos de romance e diálogos muito bonitos sobre amizade e o incentivo de uma rede de apoio que te impeça de desistir dos seus sonhos. O drama ainda tem o trunfo de ter uma trilha sonora muito bem selecionada, com músicas contemporâneas e de composições belíssimas que ajudam a contar a história. Destaco aqui a faixa “Hello”, de So Hyang. O drama sabe dosar os momentos do presente com os flashbacks do passado e todo o elenco, dos principais aos secundários, entregam um trabalho muito bem feito. 18 Again é a recomendação perfeita para quem gosta de séries contemporâneas que tratam sobre relacionamentos familiares em seus sucessos e fracassos, bem como é uma dica certeira para conquistar quem nunca assistiu uma produção sul-coreana antes. 

18 AGAIN

Diretor: Ha Byung-Hoon

Elenco: Lee Do-hyun , Ha-Neul Kim, Yoon Sang Hyun e Han So-eun

Ano de lançamento: 2020

Após quase 20 anos de casamento, Jung Da Jung (Kim Ha Neul) e Hong Dae Young (Yoon Sang Hyun) parecem estar bem estabelecidos em sua rotina doméstica. Orgulhosos pais de gêmeos de 18 anos, o devotado casal trabalhou duro e unido para construir um lar feliz. Mas o que de fora aparenta ser a vida perfeita, na verdade é tudo menos isso. Farta dos constantes absurdos de Dae Young, Da Jung está no limite. Quando ele informa que foi demitido, ela desiste completamente. Convencida de que a vida seria melhor sem seu marido, Da Jung não perde tempo para pedir o divórcio. Abalado com a decisão da esposa de deixá-lo e profundamente decepcionado com os caminhos que tomou, Dae Young analisa sua vida cuidadosamente. Ele não demora a perceber onde as coisas deram errado, e logo se vê lamentando absolutamente tudo. No momento em que pensa nos arrependimentos, seu corpo instantaneamente se transforma no de um garoto de 18 anos, enquanto sua mente de 37 permanece intacta. Com a súbita chance de refazer toda a sua existência, Dae Young muda seu nome para Ko Woo Young e se matricula na escola de sua infância. Enxergando a vida de uma perspectiva totalmente diferente, ele logo descobre que, apesar de manter o cérebro de um homem de meia-idade, ainda tem muito a aprender. Inspirado no filme americano “17 Outra Vez”, de 2009, “18 Outra Vez” é uma comédia romântica dramática de 2020 dirigida por Ha Byung Hoon.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros