Uma Estranha em Casa, escrito por Shari Lapena, mesma autora de “O Casal Que Mora ao Lado” foi publicado em 2018 pela editora Record

Sobre o Livro

Karen Krupp, uma mulher que nunca faz nada que chame atenção, acorda em uma cama de hospital e sem lembrança alguma. Ela sofreu um acidente de carro, batendo em um poste por estar dirigindo em alta velocidade. E mais estranho ainda, ela estava em um dos bairros mais perigosos da cidade.

Tom, seu marido, conta que a porta de casa estava destranca, as luzes acesas. Tudo indica que ela saiu as pressas de casa, mas a razão disso nem mesmo ela sabe. Nada disso parecem coisas que Karen faria.

Um corpo é encontrado em um local perto de onde Karen sofreu o acidente, e a policia acredita que ela esteja envolvida no assassinato. Será que ela realmente perdeu a memória dos acontecimentos recentes ou é fingimento para não sofrer as consequências de algo que fez? Por que saiu as pressas de casa? São essas as perguntas que os responsáveis pela investigação querem descobrir a resposta, e também seu marido, que não sabe mais em quem acreditar visto que toda essa situação é muito diferente do que ele sabia sobre sua esposa.

“Não consegue se livrar da desconfiança de que Karen se lembra do que aconteceu naquela noite. Está magoado, sente-se manipulado. E, no entanto, ainda a ama. Como tudo seria mais fácil se não a amasse!”


Minha Opinião

Esse foi meu primeiro contato com uma obra de Shari Lapena, e por conta de a autora ter uma escrita simples, tornou a leitura bem ágil e fluída. O fato de o livro ter capítulos curtos também contribui para isso.

Essa é o tipo de história que fica difícil confiar em alguém, porque tudo e todos soa muito estranho e suspeito. A autora realmente conseguiu implantar uma duvida em mim sobre Karen estar ou não mentindo a respeito de sua memória, e conforme fatos e reviravoltas iam sendo apresentados, mais dúvidas surgiam.

Juntando a aparente saída as pressas de casa de Karen, a razão dela estar dirigindo em alta velocidade, e o corpo encontrado perto do local do acidente, “Uma Estranha Em Casa” se mostrou perfeito para fazer teorias, e que faziam total sentido.

“Por que você fugiria de casa se tem uma vida feliz?”

O problema é que a partir de um certo ponto a história começou a se tornar muito óbvia para mim e, ao mesmo tempo que eu tinha certeza do que aconteceu, eu também ficava me questionando se era aquilo mesmo por a autora estar deixando tão claro.

No fim, o livro se mostrou mesmo um tanto previsível, visto que das minhas duas possibilidades pensadas, uma delas estava certa. Porém a autora usa de algumas estratégias para tentar enganar o leitor que eu gosto muito. Não digo que fui surpreendida com o desfecho, mas não posso negar que fui pega de surpresa.

Gosto muito da trama desse livro e a escrita de Shari Lapena não chegou a me decepcionar, mas, mesmo sabendo que não é o ideal fazer isso, fico pensando o que poderia ser dessa história se nas mãos de outros autores que conheço, quais aprofundam mais seus enredos.

“Se não fosse pelos hematomas, ele praticamente poderia acreditar que nada havia mudado. É quase como antes. Mas não é nada como antes.”

Foi uma leitura bem agradável de fazer, que me divertiu ao possibilitar criar inúmeras teorias e que apresentou o que eu considero uma boa história, apesar de também a achar simples e comum. Acredito que o público que iria gostar ainda mais dessa obra são os iniciantes em suspense. Aqueles que querem começar com o gênero ou que leram poucos. Então aqui fica a minha indicação se for esse o seu caso! (mas se não for e você quiser ler, vai fundo).

UMA ESTRANHA EM CASA

Autor: Shari Lapena

Tradução: Márcio El-Jaick

Editora: Record

Ano de publicação: 2018

Karen Krupp acorda no hospital, sem ter a menor ideia de como foi parar nele. Tom, seu marido, diz que a porta estava destrancada quando ele entrou em casa, as luzes acesas, e que a esposa provavelmente saiu às pressas quando estava preparando o jantar, pelo que ele viu na cozinha. Karen perdeu o controle do carro enquanto dirigia a toda a velocidade e bateu de frente num poste. O mais estranho: o acidente aconteceu num dos bairros mais perigosos da cidade. A polícia suspeita de que Karen esteja envolvida em algo obscuro, mas Tom tem certeza de que não. Ele está casado com ela há dois anos, conhece muito bem a mulher. Será mesmo? Vai perguntar tudo a Karen quando chegar ao hospital, depois de dizer que a ama e que está feliz por ela ter sobrevivido, é claro. Mas Tom não obtém resposta nenhuma… porque ela não se lembra de absolutamente nada.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros