#RESENHA: Cinder – Marissa Meyer

Cinder é o primeiro livro da série As Crônicas Lunares, da autora Marissa Meyer, que está sendo publicada aqui no Brasil pela Editora Rocco.

Já fazia um tempinho que queria ler essa história, que vai ter em cada livro toques dos tradicionais contos de fadas, recriando suas histórias com um toque mais “tecnológico” e diferenciado. Porém esse livro parecia estar em falta e acabei demorando um pouco pra conseguir comprar.

Sobre o livro

Cinder é um steampunk que vai nos apresentar um Terra onde existem 4 tipos de pessoas. Os humanos, os ciborgues – que possuem partes de metal e eletrônicas introduzidas no corpo -, os andróides – robôs completamente máquina -, e os lunares. Os lunares são parte de um povo que colonizou a Lua e que através das propriedades dela adquiriram algumas diferenças ou poderes, distanciando-os dos humanos. Um desses poderes é poder manipular as emoções e vontades das pessoas.

“A Lua sempre lhe causara certa paranoia, como se as pessoas que morassem lá pudessem estar observando-a, e tinha medo que, se olhasse por muito tempo, pudesse atrair a atenção delas. Uma superstição sem sentido, mas tudo a respeito dos lunares era misterioso e envolto em superstições.”

Em Nova Pequim, que é o cenário dessa história, há uma monarquia e o Rei está gravemente doente com uma peste letal – a letumose – que está afetando e matando grande parte da população. Seu filho, o Príncipe herdeiro Kai, junto com um time de cientistas, tenta encontrar a cura para essa doença e ajudar não só o Rei mas toda a população da Terra.

É em uma tenda no centro de Nova Pequim que vamos conhecer Cinder, nossa protagonista. Cinder é uma ciborgue que foi adotada por um homem que mal chegou a conhecer, pois acabou morrendo e a deixando com uma madrasta e duas irmãs. A madrasta não gosta nada dela e a usa como fonte de renda, já que Cinder é a melhor mecânica da cidade. E é na tenda de Cinder que o Príncipe Kai vai cruzar o caminho dela pela primeira vez, quando leva sua androide para que a mecânica de uma olhada.

Toda a cidade está em alvoroço pois o baile que provavelmente vai escolher a pretendente de Kai está se aproximando, e por mais que Cinder quisesse ir, sabe que isso não vai acontecer, pois sua madrasta jamais irá gastar dinheiro em um vestido pra ela. O que assombra o príncipe e a população, é a possibilidade de que a Rainha Lunar venha à Terra, pois para evitar que a Lua entre em guerra com nosso planeta, ela teria proposto um casamento ao Príncipe. Porém a Reinha Lunar não é vista com bons olhos, já que é retratada como má e fria. Reza a lenda de que para ascender ao trono ela matou a irmã e sua sobrinha, as verdadeiras da coroa.

E tudo vai indo normalmente na vida de Cinder até o dia que sua irmã adotiva mais nova, Peony contrai a doença e sua madrasta, a culpando pelo ocorrido a oferece como cobaia para a pesquisa do governo, que está tentando achar a cura e usa ciborgues para os testes. Com isso a madrasta recebe um boa indenização e se vê livre da enteada de uma vez por todas. O que ela não poderia prever é que Cinder é imune a doença e pode ser a chave para salvar a população da terra dessa peste que está matando a todos.


Capa e diagramação

20150523_224134

Acho a capa dos livros da série muito bonitas e Cinder retrata bem um dos dramas da protagonista, que é também o que faz a conexão com a história da Cinderela, já que a protagonista possuí um pé mecânico, que pode ser trocado e substituído conforme necessário. A editora manteve a capa internacional, o que ajudou a manter a identidade do livro.

Os capítulos são bem divididos e a diagramação é boa e espaçosa, usando uma fonte que remete a computador e tecnologia, não sendo a tipologia mais comum na diagramação de livros, o que dá um toque de cuidado com a edição.


Minha opinião

Esse é o segundo contato inspirado nos contos de fadas que tenho esse ano. O primeiro foi com a Saga das Encantadas, e posso dizer com certeza que um não tem nada a ver com o outro. A Saga das encantadas vai recontar a história tradicional mudando algumas coisas, já a série das Crônicas Lunares, vai se inspirar na história, usando apenas os elementos principais, mudando completamente o contexto e o background.

20150523_224028

Fui com muitas expectativas pra esse livro e curti bastante a leitura, porém tenho uma ressalva muito importante. O livro possui 450 páginas e eu, juntando as pontas, já na página 100/130 tinha sacado toda a moral da história, o que fez com que as mais de 300 páginas restantes parecessem bem desnecessárias.

Eu entendo que era preciso desenvolver e explicar melhor a história, mas não eram necessárias 450 páginas pra isso. Então, apesar de história ser super legal e o livro fluir super bem acho que peca um pouco na enrolação, já que saquei logo nas primeira páginas a revelação que só vai aparecer nas últimas 50. Fora isso, super recomendo o livro e é claro que não sei se todo mundo vai juntar as peças logo no início também, então vai do quanto a pessoa está mergulhada na história.

Scarlet já saiu aqui no Brasil, assim como Cress. Quero muito ver como a autora vai juntar e intercalar as histórias e ainda manter a trama interessante.

CINDER

Autor: Marissa Meyer

Editora: Rocco

Ano de publicação: 2013

Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.

É a criadora e autora do Resenhando Sonhos.
Gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, hoje mora na capital Porto Alegre e quer conhecer o mundo.
Publicitária por formação, sonhadora por opção. É mal humorada e chata.

  • Camila Teixeira

    AAAA, comentei lá no youtube mas já vou comentar aqui!
    Adorei a visão que você passou do livro! Eu nunca tinha nem lido a sinopse, apenas achava a capa bonita! Agora com essa sua resenha me pareceu tudo mais interessante!
    Também tenho uma preguicinha de enrolação, mas as vezes ajuda a galera que demora um pouco mais para entender né?

    http://www.livrologias.com/

  • Beatriz

    Eu já vi muita gente falando bem desse livro mas nunca tinha visto nenhuma resenha ainda. Gostei bastante do estilo da história mas não sei se leria ele agora. Não gosto muito de livros que se arrastam tanto sabe? Mas me animei bastante para ver as comparações de cinderela. <3

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/