Já estamos mais que safos de saber que o cinema brasileiro é reconhecido pelas suas novelas e filmes de drama, comédia e besteirol. E fomos assim durantes décadas com grandes novelas fazendo sucesso mundo à fora como A Escrava Isaura. Mas, com a vinda da Netflix, grandes produções estão sendo financiadas e algumas delas tem nosso protagonismo.

Três novas séries (todas elas originais Netflix) vieram desde 2016 prometendo inovar o cinema brasileiro e acrescentar um novo gênero para nossas telonas: a da ficção científica e distopia. Essas três podem ser consideradas como as primeiras (ou os pais) das futuras e grandiosas produções que poderão vir. Abaixo a pequena listinha que duvido você não se interessar:

3%

Sendo, provavelmente, a primeira série de ficção científica em um mundo distópico, 3% conseguiu ter um público estrangeiro maior do que o próprio nacional recebendo boas críticas. Atualmente consta com 4 temporadas e um final muito bem fechado. O episódio final foi estreado na Netflix no ano de 2020.

3% se passa em um futuro distante onde não se sabe o que ocorreu com o Brasil e o mundo à fora. No entanto, o que sabemos é que a miséria, a fome e a escassez dominam as terras do chamado Continente. Porém, o governo do Continente no qual se concentra na chamada Capital, uma ilha distante da pobreza, recruta todo ano 3% do total de jovens que completassem seus 18 anos. Eles são selecionados para participar do Processo. Aqueles que passarem no processo, ou seja, os 3%, irão desfrutar da luxúria e da abundância que é a Capital.

Reality Z

Em 2020 uma série inesperada foi lançada na Netflix. Contando com uma pequena participação de artistas reconhecidos como Sabrina Sato e Carla Ribas, Reality Z prometeu ser a primeira tentativa (apostando no diferente) de uma série de zumbis.

Se passando no Rio de Janeiro dos dias de hoje, da corrupção, má administração e individualismo, um surto de um vírus desconhecido começa a se espalhar rapidamente, afetando toda a cidade e causando o caos generalizado.

No meio tempo, acompanhamos a história de vários personagens que possuem um único objetivo: buscar algum lugar seguro para sobreviver. As histórias de ambos se encontram quando descobrem que o melhor lugar para se manter seguro é o estúdio autossustentável onde ocorre um reality show. No meio do caminho terão que enfrentar os mortos-vivos. E de se imaginar que não é só nos Estados Unidos que ocorrem essas coisas!

Onisciente

Por último, e do mesmo diretor de 3%, Onisciente é uma série de distopia que se passa em um Brasil futurista onde a tecnologia de segurança muito se avançou no país, mas de forma desigual.

A cidade de São Paulo está envolta de uma proteção do sistema Onisciente desenvolvido por uma empresa privada. Este sistema fornece aos moradores locais um drone em que todos os dias, 24 horas por dia, acompanhará cada pessoa não importando o que ela faça. A intenção é diminuir o número de assassinatos, violência e assaltos pois toda pessoa que cometa algo ilegal, o drone aciona o sistema para deter o infrator. O resultado disso é 0% de criminalidade e 0% de privacidade.

Dizem que este sistema é infalível e nunca haveria um problema que o atingisse, mas depois da morte do pai de Nina de forma inexplicada e fora dos padrões, Nina tentará desvendar esse mistério enfrentando o próprio sistema e o governo.


E ai? Gostou da listinha? Pegue seu balde de pipoca, ligue a TV e aproveite para maratonar essas séries.

Relacionados

Destaques

Insta
gram

Parceiros